Brasil

Pesquisa aponta empresas do Grupo Odebrecht estão entre as mais amadas

Pesquisa, realizada pelo site Love Mondays, foi divulgada na última quarta-feira (19)

Redação iBahia (redaca@portalibahia.com.br)

As empresas do grupo Odebrecht Grupo Odebrecht são as mais amadas do Brasil pelos seus funcionários. Depois de analisar mais de 100 mil avaliações, o Love Mondays (plataforma onde os empregados avaliam os locais de trabalho) divulgou na última quarta-feira (17) o resultado da pesquisa, que registra também o ranking das 30 empresas mais amadas do país.

A Braskem, braço químico e petroquímico do grupo Odebrecht, ficou em 5º lugar e a própria Odebrecht em 14º. No ano anterior as posições foram 31º e 14º, respectivamente. A pesquisa do Love Mondays foi realizada entre 1º de janeiro e 30 de novembro de 2017. O ranking é considerado o mais transparente do Brasil.

Na Odebrecht, os atributos mais ressaltados pelos participantes foram “cultura empresarial, reconhecimento profissional e valorização das pessoas”, além de “remuneração compatível”.

De acordo com o ranking, 91% dos pesquisados recomendam a empresa a um amigo. Na Braskem, os principais atributos mencionados foram “remuneração e benefícios, cultura da empresa, oportunidades de carreira e qualidade de vida”, e 98% dos entrevistados recomendam a empresa.

Sobre o ranking
Essa é a terceira edição do ranking das 50 empresas mais amadas pelos seus funcionários no Love Mondays. O ranking foi feito de acordo com as milhares de opiniões declaradas por profissionais de mais de 125 mil empresas de todo o país ao longo de 2017. Essa edição tem duas listas:

1) Ranking das 50 grandes empresas mais amadas: pelo menos 501 funcionários no Mundo, mínimo de 50 avaliações publicadas no Love Mondays entre primeiro de janeiro de 2017 e 30 de novembro de 2017.
2) Ranking das 30 PMEs mais amadas: máximo de 500 funcionários no Mundo, mínimo de 15 avaliações publicadas no Love Mondays entre primeiro de janeiro de 2017 e 30 de novembro de 2017.

A posição da empresa no ranking foi determinada pela nota da satisfação geral dos colaboradores com a empresa. Como sempre recebe novas avaliações, as notas mudam constantemente e, assim, define-se a posição da empresa no ranking de acordo com a nota da empresa no dia 30 de novembro de 2017.