Brasil

Petrobras anuncia novo ajuste nos preços da gasolina e do diesel

Desde janeiro de 2021, o preço da gasolina acumula uma alta de 77,04%

Redação iBahia (redacao@ibahia.com )
- Atualizada em

A Petrobras anunciou, nesta terça-feira (11), um novo aumento nos preços de venda da gasolina e do diesel para as distribuidoras. 

A partir desta quarta-feira (12), o preço médio da gasolina da Petrobras será de R$ 3,24 por litro para as distribuidoras. Em relação ao preço anterior, de R$ 3,09, o ajuste é de 4,85%. Desde janeiro de 2021, o preço da gasolina acumula uma alta de 77,04%. 

"Considerando a mistura obrigatória de 27% de etanol anidro e 73% de gasolina A para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 2,26, em média, para R$ 2,37 a cada litro vendido na bomba. Uma variação de R$ 0,11 por litro”, explicou a companhia, na nota.

Já para o diesel, o preço passará de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro. Para as distribuidoras, o aumento representa 8,08%. A alta do preço, desde janeiro do ano passado, chega a 78,71% nas refinarias. A companhia afirma que a "parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 3,01, em média, para R$ 3,25 a cada litro vendido na bomba. Uma variação de R$ 0,24 por litro".

No ano de 2021, os preços de gasolina e diesel pesaram o bolso dos consumidores. Nos postos, o valor subiu 44%. O gás de cozinha teve aumento de 33% e GNV de 36%, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo e Gás (ANP). 

Além dos preços repassados pela Petrobras para as distribuidoras, o valor final tem ainda outros componentes, como margem de lucro dos postos e impostos. 

Em nota à imprensa, a companhia reiterou o compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, acompanhando as variações de alta e baixa. Além disso, a Petrobras afirmou que "evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio, causadas por eventos conjunturais”.