Brasil

Polêmica! Ilustradora acusa loja de departamento de plágio

"Chega! Temos que dar um basta! Reproduzir a obra de um artista sem a sua autorização é ilegal", protestou a ilustradora

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Mais uma polêmica envolvendo lojas de departamento invade as redes sociais. A vítima do novo episódio foi a Renner, acusada de plágio pela publicitária e ilustradora Júlia Lima, do blog A Dona da Bolsinha. Segundo a ilustradora, a imagem foi utilizada pela rede sem autorização. "Minha ilustração 'Frida' foi apelidada de 'Friday' e, para completar, reproduzida de forma integral. Minha letra, minha obra, meus direitos", postou Júlia nas redes sociais, ao lado de uma imagem com a camiseta e a ilustração original lado a lado. "Chega! Temos que dar um basta! Reproduzir a obra de um artista sem a sua autorização é ilegal. Não, não pode, e isso tem que acabar", protestou.

As Lojas Renner anunciaram nesta terça-feira (10) que irá retirar de suas lojas a linha de roupas com uma estampa de Frida Kahlo estilizada. "A Lojas Renner informa que está apurando internamente o ocorrido e que já retirou o produto de todas as lojas", informou a varejista.Em outubro, a C&A anunciou a retirada de suas lojas uma camiseta que teve o desenho acusado de plágio pelo designer Phellipe Wanderley. O artista publicou um post em sua conta na rede social com sua arte ao lado de uma camiseta da marca, com a mesma frase e tipo de fonte.Na ocasião, a rede afirmou em nota que "conduz seus negócios de forma ética e profissional e, independente da análise do mérito, está retirando de suas lojas a camiseta objeto das publicações."