Brasil

Polícia cumpre mandados de busca em centro espiritual de João de Deus

Segundo funcionário da Casa de Dom Inácio, investigadores estão interessados em obter detalhes da contabilidade do médium

Patrik Camporez, de Agência o Globo

Equipes da Polícia Civil de Goiás realizam na tarde desta terça-feira uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão ordenados pela Justiça contra o médium João de Deus. As buscas ocorrem na Casa de Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, onde, segundo os investigadores, o líder espiritual teria abusado de mais de 500 mulheres.

Administrador do centro espiritual, Chico Lobo, espécie de braço-direito de João de Deus, disse, por telefone, que as buscas ocorrem em todas as salas do lugar e têm foco nas finanças do médium.

– Estão querendo saber sobre a parte contábil. Dezenas de policiais estão dentro do centro espiritual fotografando e levando tudo o que têm direito – disse.

Desde que surgiram as primeiras denúncias sobre abusos cometidos por João de Deus, há quase duas semanas, a polícia e o Ministério Público de Goiás se esforçam para levantar dados sobre a vida financeira do médium, que, segundo um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) na posse dos investigadores, teria movimentado R$ 35 milhões em suas contas na última quarta-feira.

Em interrogatório prestado à polícia no domingo, pouco antes de ser levado ao presídio, João de Deus aparentou ter pouco conhecimento de seus rendimentos. Não soube dizer nem quantos carros e casas tem, apesar de revelar ter rendimento mensal de R$ 60 mil com suas fazendas.