Brasil

Polícia encontra mais de R$ 1 milhão em dinheiro e pedras em locais ligados a João de Deus

Autoridades já tinham apreendido armas e dinheiro no local, mas voltaram após denúncias de que havia quantias escondidas

Daniel Gullino, da Agência O Globo

A Polícia Civil divulgou neste sábado que foram encontrados R$ 1,2 milhão; 770 Euros e US$ 908 em endereços ligados ao médium João de Deus em Abadiânia (GO). Além do dinheiro, as autoridades também encontraram mais de 100 pedras preciosas, guardadas em caixas e sacos, e um revólver. Todo o conteúdo foi apreendido.

Foto: Divulgação/Polícia Civil
A operação foi realizada na sexta-feira pelo Ministério Pública e Polícia Civil. Essa foi a segunda vez que o endereço foi alvo de busca e apreensão. Na última terça-feira a polícia já havia ido ao local, e apreendera armas e R$ 405 mil . Após receber denúncias de que havia mais dinheiro escondido, a polícia voltou e encontrou um armário com fundo falso.

Os investigadores ainda voltaram à Casa Dom Inácio de Loyola, centro espiritual do médium, que também havia sido alvo da operação de terça. A Vigilância Sanitária proibiu nesta sexta a fabricação de remédios no local, onde funciona uma farmácia, já que não havia autorização para isso. Além disso, medicamentos e equipamentos cirúrgicos foram apreendidos.

João de Deus foi indiciado na última quinta-feira por violação sexual mediante fraude, baseado no relato de uma vítima. O inquérito da Polícia Civil foi enviado para o Ministério Público, que pretende acrescentar no processo apurações próprias de outras três ocorrências: duas igualmente de violação sexual mediante fraude e outra de estupro de vulnerável.


O Ministério Público pretende colher um novo depoimento do médium. Somente após a oitiva, que deve ocorrer na próxima semana, a denúncia do caso será apresentada. A Polícia Civil também quer ouvir novamente João de Deus, para que ele explique o resultado das buscas.