Brasil

Polícia investiga participação de Carlos Bolsonaro no caso Marielle, diz colunista

De acordo com Kennedy Allencar, Marielle e Carlos tiveram uma discussão pública no Câmara Municipal do Rio de Janeiro

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

De acordo com informações do colunista da rádio CBN, Kennedy Allencar, a polícia civil trabalha com uma nova linha de investigação que aponta um possível envolvimento do vereador Carlos Bolsonaro no caso do assassinato de Marielle Franco e de Anderson Gomes.

De acordo com Allencar, Marielle e Carlos tiveram uma discussão no Câmara Municipal do Rio de Janeiro e pessoas relataram que o filho de Jair Bolsonaro se recusava a entrar no mesmo elevador que a vereadora.

Ainda segundo o colunista, esta linha de investigação demonstrou que Carlos Bolsonaro tinha uma relação próxima com Ronnie Lessa, conhecido como assassino profissional e apontado como o autor do disparo que vitimou Marille e Anderson.

 AA polícia trata com cautela essa hipótese sobre o crime que ocorreu em março de 2018, mas ela é considerada como uma das linhas. Até o momento, a assessoria de Carlos não se pronunciou sobre o assunto.