Brasil

Preso mata e arranca coração do colega de cela em penitenciária brasileira

Em depoimento à Polícia Civil, Luiz Carlos Keller confessou ter cometido o crime e contou detalhes

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Na última terça-feira (15), um preso da Penitenciária Industrial de Blumenau (SC) matou e arrancou o coração de um colega de cela após um desentendimento. Em depoimento à Polícia Civil, Luiz Carlos Keller confessou ter cometido o crime e contou detalhes. 

Ele disse que os dois tiveram uma briga e que em um determinado momento aplicou um mata-leão em Alexander para imobiliza-lo. Depois, ele contou que bateu a cabeça de Alexandre na contra o chão. Com a vítima desacordada, Luiz usou uma lâmina de barbear para cortar o peito do colega de cela e arrancar o coração. Em seguida, ele chamou os agentes penitenciários. 

No momento do crime, outras pessoas estavam na cela, mas ninguém interferiu. O corpo da vítima foi levado para o Instituto Geral de Perícias (IGP). 

Segundo a polícia, a confusão começou quando Luiz supostamente encontrou um bilhete recebido por Alexander com ordens de uma facção criminosa para matá-lo ou ao irmão de Luiz, que estava na mesma cela. Luiz disse aos agentes que confrontou Alexandre e acabou perdendo a cabeça.