Brasil

Saiba como ingressar no Exército após concluir o ensino médio

Aqueles que encerram o colégio e têm interesse em ingressar como militar de carreira - sem contar o serviço militar obrigatório - precisam prestar concursos e estar dentro de algumas exigências

Redação iBahia
- Atualizada em

Para quem concluiu o ensino médico, é possível concorrer a vagas para o Exército Brasileiro. De acordo com o portal do órgão, aqueles que encerram o colégio e têm interesse em ingressar como militar de carreira - sem contar o serviço militar obrigatório - precisam prestar concursos e estar dentro de algumas exigências.

Foto: Jackson Mendes / Divulgação / Exército Brasileiro
Os requisitos globais incluem altura mínima de 1,60 m (homem) e 1,55 m (mulher) e ser brasileiro nato ou naturalizado. A Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), Escola de Sargentos das Armas (ESA), Escola de Sargentos de Logística (EsLog) e o Instituto Militar de Engenharia (IME) exigem o ensino médio como escolaridade mínima.

Em 2018, a relação candidatos por vaga foi de 75 para a área geral/aviação, destinada aos homens; e 171 candidatos para cada vaga, para as mulheres da mesma área, na Escola de Sargentos das Armas. São oferecidas, atualmente, 910 vagas para homens e 100 para mulheres.

Provas teóricas e práticas

A primeira etapa, a prova teórica, os candidatos precisam responder questões de matemática, português, história e geografia.  

Já a prova prática, que é o exame de aptidão física, é dividido em dois dias e exige que os candidatos atinjam determinados índices. No 1º dia, em uma corrida de 12 min, o homem precisa fazer 2,45 km, enquanto a mulher precisa percorrer 2,10 km. No 2º dia, os homens precisam fazer 21 repetições de flexão de braços, e as mulheres, 12; no abdominal supra, são cobrados aos homens 30 repetições e às mulheres 27.

Remuneração

Durante o curso, os alunos recebem bolsa auxílio de R$ 1.141 (janeiro de 2018); assistência médica, odontológica e psicológica; alimentação; fardamento básico para a realização do curso; alojamento coletivo dentro da escola; acesso às áreas de lazer (campo de futebol, vôlei, grêmios recreativos, salas de recreação etc); utilização da infra-estrutura de permissionários (cantina, barbearia, alfaiataria, foto); férias escolares e licenciamentos para viagens.

Ao final do curso - que é dividida entre o Período Básico, com previsão de 48 semanas de duração, e o Período de Qualificação, com a mesma previsão -, o aluno vai para a Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), onde, após quatro anos, concluirá o curso de formação e será declarado aspirante a Oficial das Armas, do Quadro de Material Bélico ou do Serviço de Intendência do Exército Brasileiro.

Cada escola preparatória tem o seu concurso específico. Para se inscrever e obter mais detalhes de cada escola acesse o site oficial clicando aqui.