Brasil

'Salve Bel Para as Meninas': entenda a polêmica que revoltou a web

Nas redes sociais, internautas começaram a convocar alguns famosos para comentarem sobre o assunto, onde a mãe da criança é denunciada

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma youtuber de 13 anos, chamada Isabel, mais conhecida pelo canal ‘Bel Para Meninas’ virou o assunto polêmico nesta segunda-feira (18) no Twitter. Isso aconteceu após internautas levantaram uma hashtag, acusando a sua mãe de estar pressionando a filha a gravar vídeos e produzir conteúdos que não conduzem com a idade da garota. 

O assunto viralizou através de um internauta que criou uma teoria sobre o canal ‘Bel Para Meninas’, que antes se chamava ‘Fran Para Meninas’, sucesso entre o público adolescente que conta com mais de 6 milhões de inscritos.

Em uma thread criada por um internauta, a teoria afirma que a mãe da youtuber, Fran, estaria mandando a garota produzir terminados tipos de conteúdo apenas para lucrar em cima da filha. Alguns trechos de vídeos foram postados para provar que Bel parecia triste em algumas situações em que tinha sido submetida. 

Nas redes sociais, internautas começaram a convocar alguns famosos para comentarem sobre o assunto, até que o apresentador Luiz Bacci, da Record, falou sobre a polêmica.

“Estou recebendo milhares de mensagens aqui e no face denunciando atitudes do perfil @fran_bel_nina_oficial ! Alguém sabe me explicar concretamente o que está acontecendo e como posso ajudar?”, disse.

A polêmica do canal 'Bel Para Meninas' abriu portas para outros conteúdos produzidos para o público infantil, como a funkeira MC Melody, que em 2019 passou por uma intervenção do youtuber Felipe Neto e Planeta das Gêmeas.

Hoje o YouTube segue a Lei de Proteção da Privacidade Online das Crianças, ativa nos Estados Unidos, que caso o canal use crianças em seu conteúdo, poderá perder parte da monetização.