Brasil

São Paulo irá receber 5 milhões de doses da vacina contra a covid-19 em outubro

Imunização chinesa Sinovac está na fase 3 de testes

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O Instituto Butantan irá receber as primeiros cinco milhões de doses da vacina contra a covid-19 ainda em outubro deste ano. A imunização chinesa Sinovac está na fase 3 de testes, a última etapa para a aprovação.

À imprensa, o governo de São Paulo garantiu 46 milhões de doses até dezembro deste ano. No Brasil, 9 mil pessoas já foram vacinadas de forma voluntária e o resultado dos testes será divulgado em outubro.

A vacina só irá ser aplicada em massa se as pesquisas tiverem resultados positivos. Até o momento, nenhuma imunização em teste teve resultados conclusivos e nenhum remédio teve eficácia 100% comprovada contra a doença provocada pelo novo coronavírus.  

Em sua página no Facebook, o governador do estado de São Paulo, João Doria, ressaltou que após a doação das primeiras doses, o instituto produzir sozinho as próximas vacinas.



“Ainda no mês de outubro receberemos as primeiras 5 milhões de doses da Coronavac. Até dezembro, já teremos 46 milhões de doses da vacina em SP. Importante ressaltar que o acordo com a Sinovac inclui a transferência de tecnologia para São Paulo, sendo assim, também produziremos a vacina no Instituto Butantan. Uma grande conquista para o Brasil. Os testes continuam com os médicos e enfermeiros voluntários em seis estados e, em breve, se tudo correr como planejado, poderemos imunizar milhões de brasileiros. Vacina simboliza a esperança, a certeza de que tudo isso vai passar", escreveu o gestor estadual.