Brasil

Termina nesta segunda o prazo para enviar a declaração do Imposto de Renda

Hoje, o mais importante é preencher os campos que mostrem sua renda, porque eles vão interferir numa possível restituição

Agência O Globo
- Atualizada em

O contribuinte que deixou para enviar a declaração do Imposto de Renda (IR) hoje, último dia, tem de correr: quem não entregar terá de pagar multa, que vai de R$ 165,74 a até 20% do imposto devido. Especialistas recomendam enviar o formulário, ainda que incompleto, e depois fazer uma declaração retificadora.

— No caso do contribuinte que ainda não prestou contas ao Fisco e nem separou os documentos, é recomendável pegar a declaração do ano anterior, replicar os saldos e entregar o formulário, mesmo incompleto, para evitar multa — explica o advogado tributarista Antonio Colucci. — Depois, é preciso reunir as informações, preencher de novo o formulário com os dados atualizados e enviar a declaração retificadora.

Hoje, o mais importante é preencher os campos que mostrem sua renda, porque eles vão interferir numa possível restituição. O primeiro passo é ter em mãos o informe de rendimentos do trabalho, se for empregado com carteira assinada, já que nele estão as principais informações sobre salário e gastos com plano de saúde. Aposentados precisam informar rendimentos de previdência — seja pública ou privada, caso tenha. Renda de aluguel também está entre as prioridades, pois é rendimento tributável. Gastos com despesas médicas e educação, que podem interferir nas deduções, são importantes.

Segundo os especialistas, o que pode ficar para um segundo momento são os rendimentos não tributáveis, como poupanças ou rendimentos de tributação exclusiva, como Participação nos Lucros e Resultados.

Quem entregar a declaração na correria deve ficar atento, no entanto, ao modelo escolhido, se simplificado ou completo. Isso porque ele não pode ser alterado numa eventual retificação.

Foto: Reprodução
Detalhes que fazem diferença
O que for gasto com médicos, hospitais e clínicas pode ser deduzido do IR. Só que há pessoas que se confundem e acabam preenchendo o formulário com informações erradas, uma vez que gastos com nutricionista e instrumentador cirúrgico não são dedutíveis, explica o auditor fiscal Leônicdas Quaresma.

— No próprio programa há uma relação das profissões da área de saúde que podem ser incluídas no formulário para receber a dedução — diz.

A inclusão de dependentes nem sempre é vantajosa. Caso ele tenha renda, esta tem de ser somada à do declarante, o que pode elevar o montante do imposto devido, em vez de aumentar a restituição. “Isso pode ser ruim para o contribuinte porque o Importo de Renda é escalonado, tem faixas de cobrança”, explica o advogado tributarista Antonio Colucci.
O que e quando?

Quem deve declarar
Quem recebeu rendimentos tributáveis, em 2017, em valores superiores a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, deve declarar quem teve receita bruta acima R$ 142.798,50.
Onde declarar

O programa de preenchimento da declaração do IR da Pessoa Física de 2018, ano base 2017, está disponível no site da Receita Federal.

Em caso de atraso
Quem apresentar a declaração depois do prazo terá de pagar multa de 1% por mês de atraso, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% sobre o imposto devido.
Números

Até sábado, a Receita havia recebido 23,91 milhões de declarações. A expectativa é que sejam entregues 28,8 milhões de documentos.