Brasil

"Tive vontade de morrer, comecei a chorar", diz adolescente que foi tatuado na testa

Ele negou ter roubado bicicleta; advogado da família estuda medidas

Acorda Cidade
Redação Acorda Cidade

O adolescente que teve a testa tatuada à força em São Bernardo do Campo, em São Paulo, afirmou que teve "vontade de morrer" ao se olhar no espelho depois. Os homens fizeram a frase "sou ladrão e vacilão" no rosto do rapaz, acusando-o de roubar uma bicicleta de um morador da rua. Neste domingo (11), ao G1, o adolescente negou o crime e contou que começou a chorar ao se ver.


O jovem de 17 anos mora com a avó. Ele negou que roubou uma bicicleta de um deficiente físico, conforme alegaram os dois homens que o agrediram. "Eu estava bêbado, esbarrei na bicicleta e ela caiu", relata. Além de ter a testa marcada, ele teve também o cabelo cortado e foi amarrado nas mãos e pés. "Eu comecei a puxar o cabelo para a frente para tentar esconder e eles então cortaram meu cabelo", diz. 

Campanha para remover tatuagem de jovem torturado visa a arrecadar R$ 15 mil

O adolescente que teve a testa tatuada à força em São Bernardo do Campo, em São Paulo, afirmou que teve "vontade de morrer" ao se olhar no espelho depois. Os homens fizeram a frase "sou ladrão e vacilão" no rosto do rapaz, acusando-o de roubar uma bicicleta de um morador da rua. Neste domingo (11), ao G1, o adolescente negou o crime e contou que começou a chorar ao se ver.

O jovem de 17 anos mora com a avó. Ele negou que roubou uma bicicleta de um deficiente físico, conforme alegaram os dois homens que o agrediram. "Eu estava bêbado, esbarrei na bicicleta e ela caiu", relata. Além de ter a testa marcada, ele teve também o cabelo cortado e foi amarrado nas mãos e pés. "Eu comecei a puxar o cabelo para a frente para tentar esconder e eles então cortaram meu cabelo", diz.