Brasil

Um ano depois, inquérito sobre morte de Gabriel Diniz continua sem conclusão

Cantor morreu após avião cair no povoado Porto do Mato, em Estância, município no sul de Sergipe.

Redação iBahia
- Atualizada em

Há um ano, o cantor Gabriel Diniz morreu em uma acidente de avião no povoado Porto do Mato, em Estância, município no sul de Sergipe. Até agora, um ano depois, o inquérito sobre o acidente que vitimou o cantor e os dois pilotos Abraão Farias e Linaldo Xavier não foi concluído.

O primeiro prazo para entrega dos laudos era 30 dias após o acidente. Foi prorrogado para fevereiro deste ano e ainda estendido por mais 60 dias. Agora, está suspenso pela Justiça, em função da pandemia do novo coronavírus. De acordo com o jornal Extra, a Polícia Federal em Sergipe informou ter "interesse em concluir o caso com maior brevidade possível".

Natural de Campo Grande, no Mato Grosso do sul, José Gabriel de Souza Diniz, mais conhecido como Gabriel Diniz, começou sua carreira cedo quando ainda na adolescência, aos 15 anos, reuniu-se com amigos da escola e criou a "banda de garagem", tornando-se sensação entre a juventude de João Pessoa/PB. Foram esses os primeiros passos da caminhada do cantor em sua trajetória como cantor.

O cantor tornou-se conhecido nacionalmente em 2015, após estourar com o hit 'Jenifer'. Single que ficou em 1° lugar entre as mais tocadas nas rádios e paradas de streamings de música do Brasil se tornando o hit do verão de 2019.

O hit, que chegou a ser dispensado pelo cantor Gusttavo Lima e passado pela mão de oito compositores, chegou a ser a música mais tocada no Spotify Brasil, com mais de 800 reproduções diárias. O vídeo oficial da música ultrapassou 200 milhões de reproduções no YouTube. 

Sobre o acidente

Gabriel Diniz morreu em 27 de maio de 2020, após sofrer um acidente de avião. Diniz fretou a aeronave após fazer um show em Feira de Santana. O acidente aconteceu em Porto do Mato, em Estância, perto da divisa entre Sergipe e Bahia. 

O voo tinha decolado de Salvador e caiu em uma areia de difícil acesso. Além de Gabriel Diniz, foram identificados Linaldo Xavier e Abraão Farias, pilotos e diretores do Aeroclube de Alagoas.