Brasil

Universitária é morta ao levar tiro de PM em blitz

Vítima tinha 18 anos; policial que atirou foi afastado das atividades

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma jovem universitária de 18 anos morreu neste domingo (18) após ser baleada por um policial no município de Rio Preto da Eva (AM). A garota teria levado um tiro de um sargento da Polícia Militar durante abordagem em uma blitz.

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Segundo informações do G1 AM, o caso aconteceu por volta de 5h30. De acordo com o depoimento do irmão da vítima, Thalia Oliveira era estudante de psicologia e tinha saído de uma festa em um posto de gasolina e estava a caminho de sua casa. A garota pegou uma carona com um amigo de motocicleta para retornar. O veículo passou por uma blitz policial e o condutor desobedeceu o comando da polícia e não parou a moto. Após isso, o PM atirou na vítima.



"O PM diz que atirou para cima, para que o motociclista parasse, mas quem é que atira para cima e acerta na cabeça da pessoa? Isso para mim é considerado como execução. Não tem nada de erro”, afirmou o irmão de Thalia ao G1. Ela chegou a ser socorrida mas não resistiu aos ferimentos.

O Comando Geral da Polícia Militar afirmou ao G1 através de nota que o caso será investigado pela Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD) e o policial foi afastado de suas funções. Além disso, um processo administrativo foi aberto contra ele.