Brasil

Vizinho acusa prefeito de São Vicente de agressão após reclamar de barulho

A esposa do prefeito, inclusive, divulgou imagens que mostram o marido dando um 'mata-leão' no rapaz

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

No último domingo (12), um homem, identificado como Marcelo Gimenes, de 46 anos, registrou um boletim de ocorrência acusando o prefeito de São Vicente, no litoral de São Paulo, Pedro Gouvêa (MDB), de agressão. A esposa do prefeito, inclusive, divulgou imagens que mostram o marido dando um 'mata-leão' no rapaz, que é vizinho deles.  A Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de briga entre vizinhos, que foi motivada por uma reclamação de barulho da noite anterior.

Em entrevista ao G1 São Paulo, a esposa do prefeito, Mariana Menezes, contou que ele apenas se defendeu do outro, que estava alterado. Nos vídeos, é possível ver o momento em que o homem torce o braço de Mariana e, em seguida, briga com o Pedro Gouvêa. A situação começou após o homem ir até a casa do prefeito questionar se eles estavam fazendo uma festa no apartamento. 

"Ouvi o cara gritando com o Pedro. Levantei do sofá e fui, estava com o celular na mão. Cheguei lá e ele estava peitando o Pedro, bêbado e gritando que a gente tava dando festa. Eu comecei a filmar e ele baixou o tom. O Pedro falou ‘vai pra casa que amanhã a gente conversa’. Ele veio com tudo pra cima de mim querendo arrancar o telefone e eu dei um passo pra trás. Ele veio apertando meu braço", contou Mariana ao G1. 

Mariana Menezes também mostrou ao G1 o livro do condomínio que comprova que a festa aconteceu em outro apartamento. "Esse cara foi baixo, me agrediu e quer sair por cima. Ainda subiu mais três vezes aqui, querendo confusão. Não sei se queria as filmagens. O policial teve que descer com ele", desabafou. Mariana também contou ao G1 que o vizinho já foi acusado de agressão há alguns anos. 

O advogado de Marcelo Gimenes confirmou a existência dessa acusação, mas disse que isso não justifica o que aconteceu. "Ele não estava alterado. Inclusive, irá realizar o exame toxicológico, com o fim de comprovar que não estava alterado", relata o advogado.