Carnaval

Camarote Casa D'Italia é interditado pela prefeitura

De acordo com o secretário da pasta, José Sérgio Guanabara, o estabelecimento não possuía licença para funcionamento

Redação do Correio 24 Horas
- Atualizada em

O Camarote Folia Casa D'Italia, no Circuito Osmar (Campo Grande) foi interditado na manhã deste sábado de Carnaval pela Secretaria Municipal De Desenvolvimento e Urbanismo  (Sedur). De acordo com o secretário da pasta, José Sérgio Guanabara, o estabelecimento não possuía licença para funcionamento, além  ausência do Auto de Verificação do Corpo de Bombeiros. 

Ainda de segundo a Sedur, o camarote, que tem capacidade para 500 pessoas, não atende às determinações do Código de Obras do Município no quesito segurança, como a falta de rota de fuga. Além disso, os responsáveis pelo espaço não efetuaram os pagamentos das taxas municipais necessárias ao funcionamento.


"Em primeiro lugar está a segurança dos foliões e das pessoas que trabalham na festa. Não podemos permitir que um espaço, com uma série de irregularidades e que não oferece a segurança necessária às pessoas, como é o caso da ausência de rota de fuga, por exemplo, funcione no Carnaval", destacou José Sérgio Guanabara.

Esse não é o primeiro camarote a ter problemas neste Carnaval. Os camarotes Schin Aê e Harém, localizados na Ondina, foram notificados na sexta-feira (9) por veicularem em via pública marcas que não pateocinam a festa, o que descumpre o decreto municipal. Os camarotes já entraram em acordo com a prefeitura e seguem funcionando. 

Já  o camarote Tribus, em Ondina, continua interditado após a fiscalização da Sedur apontar a falta de licença para funcionamento e ausência de requisitos mínimos de segurança. Duas arquibancadas da própria prefeitura, no Campo Grande e Cajazeiras, também foram temporariamente suspensas por apresentarem más condições de funcionamento. "Foi feito um serviço de péssima qualidade. A de Cajazeiras estava embaixo de fios de alta tensão. Isso é proibido", explicou Sérgio Guanabara.