Carnaval

Especialista dá dicas para não se endividar no Carnaval

Reinaldo Domingos ensina em cinco passos como evitar a "ressaca financeira" após o período da folia

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


Com o Carnaval batendo na porta, a vontade de abraçar o mundo dos foliões assíduos não é à toa. Porém, o maior evento de rua do planeta não é só sinônimo de alegria, mas também de gastos. Com base nisso, o educador financeiro e autor do best seller 'Terapia Financeira', Reinaldo Domingos, deu dicas de como aproveitar melhor o seu dinheiro durante a festa para não chegar na quarta-feira de cinzas com o que ele chama de "ressaca financeira".Saiba sua situação financeira
De acordo com o especialista, a primeira dica para sair do Carnaval sem dívidas é saber exatamente qual é a sua situação financeira atual. Para Domingos, um planejamento se faz mais do que necessário para que "o período da festa não acabe comprometendo o orçamento dos meses seguintes". "O primeiro passo é saber em que situação financeira se encontra: endividado, equilibrado financeiramente ou investidor", avisou.Cuidado com o cartão de crédito

O segundo conselho é em relação ao cartão de crédito. Para aqueles que não se incomodam em estourar o limite da ferramenta, Reinaldo salienta que é preciso ficar atento se haverá dinheiro parar pagar a fatura na data do vencimento, procedimento importante principalmente para evitar juros e não criar a famosa 'bola de neve'. Outro ponto destacado pelo educador foi o consumo de bebidas. Ainda segundo ele, o exagero no quesito não faz mal somente a saúde física, como também a financeira. "Beba com moderação e aproveite o carnaval sem comprometer o orçamento financeiro", indicou.Planeje-se!

A quarta indicação é para quem irá viajar durante o período da folia. Para estes, a palavra-chave é planejamento. De acordo com Domingos, "é natural que, com a euforia do momento, os gastos acabem sendo maiores do que o orçamento permite". Então, é necessário analisar bem a situação financeira momentânea. "Caso perceba que não será possível, veja alguma festa ou bloco de rua na sua cidade mesmo. O importante é curtir o Carnaval com responsabilidade", avaliou.


Para finalizar, não dar mole no Carnaval e se prevenir de problemas foi outro ponto destacado. O especialista aconselha evitar levar grandes quantias de dinheiro, cartões e objetos de valor para o circuito, "pois no meio da folia poderá perder ou até mesmo ser furtado. O pouco que levar, ponha em locais seguros".