Carnaval

Estreante na Sapucaí, Mari Antunes confessa: "Viviane Araújo é uma grande inspiração"

Cantora do Babado Novo vai desfilar pela primeira vez no Carnaval carioca como musa da escola de samba Salgueiro

Eliomar Santos (eliomar.santos@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O Carnaval de 2016 promete para Mari Antunes. Além de puxar os blocos Papa e Fitdance, comandar trio sem cordas, se apresentar em camarotes da capital baiana e em Porto Seguro, a vocalista do Babado Novo vai estrear na avenida como musa do Salgueiro. Mari vai fazer parte da festa carioca na segunda-feira, à frente da última ala da escola, que traz como tema neste ano 'A Ópera do Malandro'.

Em entrevista ao iBahia, a baiana revelou que está ansiosa para a estreia, mas tem se preparado psicologicamente para o momento. "Minha vida eu me preparo em tudo. Mantenho uma linha sempre colocando Deus na frente de tudo. Peço direção, norte, mas eu já tenho um autocontrole. Converso comigo sempre. Mantenho essa posição de direcionamento, mas de uma forma bem leve. Não carrego nada para mim que possa me trazer peso. Não me cobro. Sei que tenho muito que aprender, mas estou muito à vontade", garantiu.

Mari recebeu o convite ao participar de um evento na quadra do Salgueiro

Desde o convite, feito de forma despretensiosa pela presidente da escola Regina Celi, durante uma participação de Mari em um evento na escola, Mari tem acompanhado de perto os preparativos para o grande dia. "Fui no Salgueiro para fazer participação em um show e aí a presidente subiu ao palco, pediu o microfone e fez o convite diante da comunidade. A quadra estava bem cheia. Quase caí para trás na hora. Desde o convite para cá, tenho feito questão de participar dos ensaios, frequentar mesmo. Praticamente uma vez por semana, estou no Rio. Além disso, estamos fazendo os ensaios de verão do Babado Novo lá. Estou meio que em ponte-aérea. Queria estar no Carnaval do Rio como curiosa. Pensava que iria como espectadora algum dia, mas graças a Deus recebi esse convite. Estou muito feliz. O pessoal me deixa muito à vontade. Fui muito bem recebida e acolhida. Não há nenhum tipo de pressão que possa me desestabilizar ou me deixar nervosa. A emoção existe, mas é a emoção positiva, como ansiedade de saber como é, de estar lá, de dar o máximo para representar a escola", explicou.

Cantora com os dirigentes da escola

Enquanto o dia do desfile não chega, a musa tem aproveitado a ida para o Rio de Janeiro para trocar figurinhas com outras beldades da escola: "tem outras musas lá que já estão há algum tempo no Salgueiro. Eu sempre pergunto como elas fazem para se preparar. Há sempre essa troca e eu sou muito curiosa, então eu sempre procuro saber. Pretendo fazer bonito". Questionada sobre quem seria sua inspiração, Mari não hesitou ao responder: "a rainha da nossa escola, a Viviane Araújo. Além de muita carismática, graciosa, ela tem muito samba no pé, é dedicada. É uma grande inspiração".

Preparação com o corpo
Para conseguir se manter em cima do salto por algumas horas enquanto samba nos quase 700m de comprimento da Sapucaí, a cantora iniciou uma série de exercícios e não deixa de treinar mesmo quando viaja com o Babado Novo. "É um processo árduo. Minha vida é muito corrida, então estou tentando driblar essa falta de tempo e de rotina que está acontecendo muito. No momento estou focada muito na resistência física, obviamente a estética tem que estar linda né, mas estou dando prioridade a resistência porque preciso estar em cima do salto, muito samba, e ainda tem o Carnaval de Salvador. Esse período eu priorizo os exercícios aeróbios, que consequentemente vai influenciar na estética. Quando não posso ir na academia, tipo durante a viagem, levo uma corda, faço a linha maluca no quarto, e treino. Faço funcional, agachamento. Danço FitDance (risos), pego as coreografias e coloco também meu repertório. Isso tem me ajudado a perder caloria e aprender o novo repertório para colocar no bloco", confessou.

Mari tem feito vários exercícios e até mudou a alimentação

Além das atividades físicas, Mari também mudou sua rotina de alimentação por conta da proximidade do Carnaval: "estou priorizando mais as proteínas, levando as marmitas para onde vou. Eu sei que no Carnaval vai ser carboidrato puro, já que preciso de energia. Na época do Carnaval, sendo em Salvador ou Salgueiro, vai ser a velha e boa batata doce, banana da terra, macarrão. Mas, antes do Carnaval, eu priorizo os integrais, as fibras, proteínas, bebo bastante líquido. Como estou na estrada sempre e acontece de não ter estrutura, a gente opta por coisas mais saudáveis, como fruta, mas precisa manter esse equilíbrio sempre. Na estrada tem coisas deliciosas, mas não pode. Tem que ter o foco o tempo todo. É muito complicado, mas minha genética é favorável e me ajuda muito. Mas eu consigo chegar no corpo que eu quero em pouco tempo". 

Fantasia
O reflexo de todo esse esforço os fãs da líder do Babado vão poder conferir no Sambódromo e ela garante que não vai faltar muito corpo de fora, mas com um toque mais comportado. "Ainda sou tímida, minha primeira vez. Vai ser ousada, mas de uma forma que não vulgariza. Apesar de que eu não consigo enxergar nada vulgar no Carnaval. Acho tudo muito bonito, bem feito. É uma roupa que vai vir com muita pedraria, de cor branca. Como o tema do Carnaval é a 'Ópera dos Malandros', minha fantasia vem com base nisso. Vai ter barriga de fora, perna de fora... Vai ser basicamente como saio em Salvador, não tem muito diferente. Pernoca de fora eu gosto sempre (risos)", brincou.