Carnaval

Grupo Pumm leva magia do universo infantil para o Carnaval do Pelô

No repertório, músicas autorais e de domínio público que tratam de temas como reaproveitamento, reciclagem e ações de sustentabilidade

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Com a proposta de resgatar a criança que existe dentro de cada um, unindo música à brincadeira, e interagindo com a garotada, o Grupo Pumm – Por um Mundo Melhor, levou a magia do universo infantil nesta terça-feira (05), às 15h30, para o Largo Pedro Archanjo, no Pelourinho. A banda formada pelos artistas Maira Lins, Marcos Clement e Cassius Cardozo participa pelo quarto ano da folia no Pelô.

Legenda
No repertório, músicas autorais e de domínio público que tratam de temas como reaproveitamento, reciclagem e ações de sustentabilidade, além do respeito ao próximo, aos familiares e a reflexão a respeito dos nossos atos sobre o que podemos fazer “Por Um Mundo Melhor”. As canções foram adaptadas para o período da folia e divertiram crianças e adultos com marchinhas de carnaval, como "Allah-la-ô" e "Mamãe eu quero".

A técnica de enfermagem, Marlene Almeida Cruz, 69, moradora de Brotas, veio com a filha Rejane Magna, 43, e a neta Bianca Louise, 8. “Já estivemos aqui em outros anos. Um baile infantil é sempre gostoso para crianças e adultos. Além de ser tranqüilo, as crianças também interagem com outras e podemos mostrar a elas a cultura da Bahia”. Já a pequena Louise, fantasiada de Unicórnio, fez questão de dizer o que atrai no bailinho. “Gosto muito das músicas, de dançar e de brincar com a chuva de confete. Só vou embora quando acabar”, confessa a pequena foliã.


Roseneide Nobre, 50, foi ao baile acompanhada do marido Cristiano Oliveira, e da mãe Leni de Souza Nobre, 71. Moradores dos bairros do Barbalho e dos Barris, respectivamente, eles reconhecem no carnaval do Pelourinho a tranqüilidade e felicidade vividas por outras gerações. “Aqui tem bandinhas, fanfarras e pessoas caracterizadas trazendo o espírito do carnaval. Tudo isso torna a festa mais interessante. Minha mãe não perde e quando posso, marco até com os amigos”, revela Roseneide.

As canções ganharam novas versões com a introdução de distorções de guitarra do instrumentista e cantor Marcos Clement, com as programações digitais do DJ e instrumentista Cassius Cardozo, e com a voz da cantora Maira Lins. A ideia do 'PUMM' é proporcionar ao público infantil música e diversão, fortalecendo o conceito de afetividade, sustentabilidade e meio-ambiente.