Carnaval

Mais de 190 pessoas tiveram resultados positivos para DSTs no Carnaval de Salvador

Dezessete foliões foram diagnosticados com HIV

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Mais de 1.900 teste rápidos foram realizados durante o Carnaval de Salvador, 17 deles foram diagnósticos positivos para HIV, 159 reagentes para sífilis, além de 3 para hepatites virais. Esse é o balanço parcial do projeto Fique Sabendo contabilizado no penúltimo dia da folia em Salvador.

Foto: Divulgação/Secom
Até às 22h desta segunda de Carnaval, cerca de 480 pessoas procuraram o serviço, com maioria do sexo masculino. O posto da Rua Dias D’Ávila, na Barra, foi o local que mais realizou testes (1.068), seguido da unidade do Multicentro Carlos Gomes (852). As unidades funcionam até hoje (05), das 9h às 21h, no Centro, e das 12h às 22h, na Barra.

Aqueles que obtiverem sorologia positiva contam com a assistência de uma equipe multidisciplinar, que realiza a triagem e os encaminha para diagnóstico, exames e tratamento em uma das unidades de referência da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Proteção

Desde o início da folia até a manhã desta terça (05), equipes da SMS já distribuíram um pouco mais de um milhão de preservativos masculinos nos circuitos oficiais da festa para estimular a prática do sexo seguro e prevenção das doenças sexualmente transmissíveis.

Este ano, a SMS está disponibilizando ainda a "pílula do dia seguinte" para as mulheres que tenha tido relações sexuais consentida sem proteção anticoncepcional ou camisinha. De quinta-feira (28) até esta segunda (04), 9 usuárias buscaram os postos para administração do contraceptivo.