Carnaval

Mais de 700 turistas foram atendidos em módulos de saúde do Carnaval

Maioria apresentou sintomas de intoxicação alcoólica (12%), seguido de ocorrências clínicas como dores, cefaleia e náuseas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Mais de 700 turistas já foram assistidos nos módulos de saúde montados nos circuitos da folia, sem casos de maior gravidade. A maioria apresentou sintomas de intoxicação alcoólica (12%), seguido de ocorrências clínicas como dores, cefaleia e náuseas.


As ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) no Carnaval visam à implementação de medidas de proteção, prevenção e controle de riscos e doenças, sendo importante o monitoramento dos casos oriundos de pessoas de outras localidades para garantir a promoção e bem-estar nesse período, principalmente.

Além de toda estrutura dos módulos assistenciais, o gerente executivo de Atenção às Urgências e Hospitalar da SMS, o médico Ivan Paiva, ressalta as atividades das equipes da vigilância sanitária, ambiental e epidemiológica que contribuem para a boa capacidade de resolução dos possíveis agravos.

“A atuação da saúde no Carnaval envolve uma equipe multidisciplinar que trabalha em conjunto para assistir os foliões da melhor maneira. Com a aglomeração de pessoas, a possibilidade de disseminação de doenças é alta. Por isso estamos atentos às situações e mudanças nos ambientes”, pontua. Paiva indica ainda medidas de prevenção que a população pode realizar para evitar doenças, como o uso de álcool em gel, de calçados adequados e ingestão de líquidos para hidratação constante.