Carnaval

Primeiro dia de Carnaval registra 15 situações de trabalho infantil

As atividades, iniciadas na última quinta-feira (28), têm como objetivo identificar e encaminhar o público infanto-juvenil em situação de vulnerabilidade de risco social no Carnaval

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

As equipes da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) abordaram 462 pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social no primeiro dia oficial de Carnaval. Deste total, 204 foram cadastrados, sendo 189 crianças e/ou adolescentes em situação de vulnerabilidade, risco e violação de direitos, e 15 em situação de trabalho infantil.

As atividades, iniciadas na última quinta-feira (28), têm como objetivo identificar e encaminhar o público infanto-juvenil em situação de vulnerabilidade de risco social no Carnaval e se estenderão durante toda a festa, nos circuitos Batatinha, Osmar e Dodô.

Nos casos das famílias identificadas em situação de vulnerabilidade de risco social foram emitidos encaminhamentos de 86 crianças para os Centros de Convivência da Prefeitura; 97 foram direcionadas para retorno ao lar; 17 para o Conselho Tutelar; três para os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS); e 74 para Centros de Referência e Assistência Social (CRAS).