Carnaval

Veja quem são os artistas que tocarão apenas um dia no Carnaval de Salvador

A lista inclui Tomate, Dilsinho e Anitta

Thais Borges, do Correio 24h

 

Por toda a cidade, outdoors anunciam: ‘última chance’. Parece extremo, mas é bem isso aí. Quem quiser ir atrás do trio comandado pelo cantor Tomate tem que correr e garantir o seu – ele só desfilará um dia em todo o período da folia: na sexta-feira, na Barra (circuito Dodô), no bloco Fissura.

Foto: Arquivo Correio
Só que ele não é o único. Como Tomate, outros artistas terão um único dia na folia soteropolitana. Assim, fãs de gente que está numa lista que vai de Anitta a Solange Almeida, passando por bandas tradicionais como Aviões e Cheiro, estão tendo que se organizar para não perder a oportunidade de acompanhar seus ídolos.

Para o próprio Tomate, essa nova realidade é um reflexo do crescimento dos Carnavais de outras cidades do país. “Nós, como temos o rótulo de ‘artistas baianos’ – aqueles que comandam a folia –, somos cogitados a fazer estes Carnavais. Com isso, passamos a conciliar ‘estarmos em Salvador’ e ‘tocarmos pelo país”, diz o cantor, que acredita que, assim, todo mundo ganha – tanto os artistas quanto os fãs daqui e de outras cidades.

VOCÊ SÓ TEM UMA CHANCE! TOMATE - SEXTA NA BARRA - CARNAVAL 2018 #blocofissura77 #desapega #eunaovouembora

Uma publicação compartilhada por TOM ∆ (@tomateofficial) em



No caso dele, a folia vai ter diferentes sotaques. Depois de comandar o Fissura, ele chega a São Paulo no domingo (11), onde toca no bloco Oba, na cidade de Votuporanga. Na segunda (12) e na terça (13), ele lidera blocos em Minas Gerais. O Carnaval nem acaba na Quarta de Cinzas – o fim mesmo só vai acontecer na sexta-feira seguinte, no Carnaval de Porto Seguro, no Sul da Bahia.

“É claro que tocar na nossa cidade é sempre mágico, mas chegar em plena folia carnavalesca em outra cidade e encontrar a mesma alegria, a mesma energia é simplesmente maravilhoso e gratificante. Sou sempre a favor da inovação e este formato de Carnaval tem crescido muito. Nós, artistas, só temos a agradecer por conseguirmos levar a nossa musicalidade e a nossa verdade para todos os quatro cantos deste país”, completa.

Para garantir que vai acompanhar Tomate, tem gente que abre mão de outros compromissos. Depois de tanto ouvir que ele era ‘um excelente puxador de trio’, a jornalista Tainara Ferreira, 27 anos, decidiu que seu único dia na folia seria justamente o único do cantor. No sábado, dia 10 de fevereiro, ela vai para Arembepe, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), com os pais. Só volta depois da Quarta-feira de Cinzas.

“Todo mundo fala bem dele e, desde o ano passado, tenho essa vontade. Por isso, esse ano, combinei com minhas amigas e vamos sair com ele”, diz. Embora nunca tenha acompanhado Tomate no Carnaval, Tainara já foi a shows do cantor. Numa dessas apresentações, inclusive, ele estava em cima de um trio – mas parado. “Fui fã do Rapazolla na adolescência, mas depois fui crescendo e deixando de lado. Mas sei que o show dele é muito bom”, conta Tainara, referindo-se à banda da qual Tomate foi vocalista por quase sete anos.

Na pipoca e no bloco
Na mesma sexta-feira em que Tomate desfila na Barra, a banda Cheiro sai em um trio independente pouco depois, no mesmo circuito. Já no Campo Grande, neste dia, o carioca Dilsinho é uma das atrações para o folião pipoca. Será a única apresentação do pagodeiro de 25 anos na folia soteropolitana. Em 2017, ele fez participações nos shows de É O Tchan, Harmonia e Preta Gil.

“Esse ano, a responsabilidade aumenta e tenho certeza que a emoção vai ser muito grande. O foco é me divertir e fazer música para galera se divertir também. Vai ser uma experiência nova, mas tenho Salvador como minha segunda casa”, afirmou o cantor, que, no período momesco, ainda vai passar por São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.
Dilsinho vai ter sua pipoca no Campo Grande (Foto: Sércio Freitas/Divulgação)
Para não perder nenhum momento da passagem de Dilsinho por aqui, a presidente do primeiro fã clube do cantor em Salvador está planejando chegar cedo. A técnica em Enfermagem Mônica Brandão, 43, conseguiu até um pequeno ‘patrocínio’ de uma delicatessen para fazer camisas para o fã clube.

“Fizemos uma camisa ‘Pipoca do Dilsinho. Vamos estar lá com bandeira, fazendo aquela festa. Ele ainda não sabe, mas queremos surpreendê-lo, porque ele é muito amoroso”, explica. Mãe de um jovem de 20 anos, Mônica cuida da mãe, que tem necessidades especiais depois de ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

No dia que for atrás do trio de Dilsinho, o filho deve ajudá-la com a mãe. Além disso, contratou uma cuidadora para a matriarca. “Minha mãe também é apaixonada por Dilsinho. Virou fã. Eu não tenho arrependimentos. Dilsinho é quase um filho que ganhei. Até gosto de outros cantores, mas só vou para o Carnaval por ele”.

O grupo carioca Vou Pro Sereno também fará a estreia na folia. Eles vão comandar o bloco Vem Sambar, no circuito Campo Grande, sábado (10). Nos outros dias, estarão no Carnaval do Rio de Janeiro, se dividindo entre shows em camarotes na Marquês de Sapucaí.
O grupo Vou Pro Sereno vai puxar o bloco Vem Sambar (Foto: Duh Marinho/Divulgação)
“Estamos super ansiosos para tocar num Carnaval tão tradicional e importante, além de passar por um circuito onde passaram tantos artistas de quem somos fãs, como Ivete (Sangalo), Gilberto Gil, Caetano... Estamos preparando um repertório recheado de muito samba, além dos clássicos para todo o povo de Salvador”, disseram.

Escolhas
O médico veterinário David de Morais, 28, já marcou na agenda o compromisso da sexta de Carnaval: o Bloco das Poderosas, trio sem cordas puxado por Anitta. Ele também gosta da pipoca do cantor Saulo que, nos últimos anos, também comandou um trio na Barra, no mesmo dia. Mesmo assim, não tem dúvidas: se tiver que escolher, será por Anitta.

“Gosto muito do repertório dela. No Carnaval, ela sempre leva convidados, acho que ela tenta fazer algo mais dinâmico. E, como ela está lançando um sucesso atrás do outro, quero acompanhar”, diz. Um dos pontos positivos, segundo ele, é a segurança: no ano passado, quando acompanhou a carioca, não viu nenhuma briga ou confusão em todo o percurso.

Para a pipoca ser ainda melhor, David já combinou com um grupo de amigos. “A pipoca dela tem um público bem diversificado. Tem muita criança, muito jovem. Ele chama esse pessoal e é muito legal, mesmo sendo bem cheio”, diz.
O Bloco das Poderosas, de Anitta, só sairá na sexta-feira (Foto: Arisson Marinho/Arquivo CORREIO)

Ao CORREIO, Anitta explicou: embora ame o Carnaval da Bahia, a agenda tem dificultado mais aparições por aqui. "Mas faço questão de pelo menos um dia passar por Salvador!", garantiu. Além de Salvador, no carnaval, a popstar estará em Olinda (PE), Muzambinho (MG), Santa Rita do Sapucaí (MG), Belo Horizonte (MG), Votuporanga (SP), além do Rio de Janeiro, com o próprio Bloco das Poderosas e show em camarote na Sapucaí. "Não vou parar nesse Carnaval".

Para Anitta, é positivo que outras cidades tenham investido no mesmo modelo de Carnaval de Salvador. "Eu adoro o carnaval de Salvador, e ter esse modelo em outros lugares é incrível. Mais pessoas podem curtir essa festa maravilhosa", opinou.

Forrozeiros
Apaixonado por Solange Almeida, o enfermeiro Alison Soter, 28, só se animou com o Carnaval depois que soube que a cantora estaria na grade. O trio sem cordas de Solange foi anunciado para o sábado de Carnaval, na terça-feira (30), na Barra.

Para Alison, vai ser o momento de reviver aquele que define como seu melhor Carnaval – quando acompanhou o Aviões Elétrico, em 2013. Na época, Solange ainda fazia parte da banda Aviões do Forró.
A pipoca de Solange Almeida será no sábado (Foto: Divulgação)

“Foi o melhor bloco da minha vida, me diverti muito. São muitos eventos dela que eu vou, mas o bloco foi maravilhoso. Ainda gosto de Aviões, mas ainda não sei se vou conseguir ir no domingo, porque não sei como será minha escala de plantão”, contou ele, referindo-se ao trio sem cordas que será puxado pela banda. Desde a saída de Solange, em 2017, os vocais passaram a ser apenas do cantor Xand e o nome da banda foi abreviado para apenas ‘Aviões’.

Com o Aviões, Xand vai comandar o folião pipoca no domingo, dia 11 de fevereiro, no Campo Grande (circuito Osmar). Para vê-lo, a estudante de Fisioterapia Ariely Oliveira, 20 anos, chegou até a desistir de uma viagem. Embora seja foliã de carteirinha, dessa vez, estava com tudo programado para passar o período momesco em Itacaré, no Sul da Bahia.

Ela não tem dúvidas de que vale mais a pena estar aqui e acompanhar o cantor. “Tenho certeza de que ele vai fazer um dos melhores shows. Eu já conheço, sei que ele vai botar para lá”, diz ela. Segundo Ariely, o Xand dos shows de turnê é diferente do Xand puxador de trio. “No show, ele toca tudo: as românticas, as animadas, as do momento... No Carnaval, são só as mais animadas dele e as do momento, para colocar a galera para pular”, compara.

Valorização da música
Para o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, o fato de artistas baianos estarem se dividindo entre o Carnaval daqui e de outras cidades também é positivo. “É uma forma de valorizar nossas músicas, de ver os nossos talentos aqui valorizados”.

Mesmo assim, ele diz que a maioria dos artistas estará na folia soteropolitana. Segundo ele, ‘um ou outro’ está tocando fora. “A grande maioria está tocando aqui. Alguns têm agenda em outro lugar, mas voltam. A gente tem um Carnaval mais extenso, temos um pré-Carnaval e o circuito Sérgio Bezerra (na quarta-feira). É muito bom que os artistas possam estar aqui tocando e possam ir para outros locais também”.

Para este Carnaval, ele garantiu um fortalecimento do circuito Campo Grande, com a contratação de grandes atrações. “A gente sabe que tem uma questão de crise econômica com os blocos e passamos o ano inteiro discutindo isso com eles. A gente está muito junto dos blocos porque sabe que eles são entidades importantes. A gente espera que, em breve, eles possam retornar à grandiosidade de outrora”.

Artistas fazem ponte aérea durante a folia

Mesmo quem tem uma extensa agenda de apresentações em Salvador durante a folia tem arranjado um tempinho para tocar em outras cidades. É o caso da Rainha do Axé, Daniela Mercury, que, este ano, vai cantar, pela primeira vez, em Barreiras, no Oeste do estado.

Lá, Daniela desfila no sábado (10), a partir das 22h30.

A cantora Cláudia Leitte tem programação praticamente todos os dias de Carnaval em Salvador. No entanto, no sábado seguinte, dia 17, ela vai levar o bloco Largadinho para a festa paulista: ela toca na Rua 23 de Maio, em São Paulo. A apresentação será no mesmo dia em que Cláudia completa 10 anos de carreira solo.

Outro que vai fazer a ponte aérea é o cantor Saulo. Em 2018, logo na segunda-feira de Carnaval, ele fará um show em um camarote na folia de Olinda, em Pernambuco, e ainda se apresenta em Brasília. No dia seguinte, volta a Salvador para comandar sua terceira pipoca na folia – e segunda no circuito Campo Grande.

Depois, as apresentações são em outras cidades: na Quarta-feira de Cinzas, dia 14, ele participa do Carnaval de Porto Seguro, no Sul da Bahia; e nos dias 16 e 17, faz shows em camarotes em São Paulo e no Rio de Janeiro, respectivamente.


Se ligue e acompanhe seu artista preferido
1. Anitta - Sexta (09) A estrela carioca e dona dos principais hits do momento canta a partir das 20h no circuito Barra-Ondina. O trio é sem cordas. Ou seja, de graça para o folião pipoca.
2. Tomate - Sexta (09)  Dono de sucessos como “Te Espero no Farol” e “A Gente Se Vê Depois da Chuva”, coleciona ao longo da sua trajetória solo três CDs, um DVD e dois clipes em turnê internacional. Toca às 18h na Barra no bloco Fissura.
3. Vou Pro Sereno - Sábado (10)  às 19h no Campo Grande no bloco Vem Sambar . Com 20 anos de estrada, o grupo de roda de samba carioca ‘Vou Pro Sereno’ ou ‘VPS’ como chamam os fãs promete repertório eclético para a folia.
4.  Cheiro de Amor - Sexta (09)  às 19h30 no circuito Barra-Ondina sem cordas. A banda comandada por Vina Calmon tocará de graça para os foliões pipoca.
5. Grupo Rouge - Terça (13) toca dentro do camarote Tribus no circuito Barra-Ondina. Vendas no site compra.compreingressos.com. A partir de R$ 750.
6. Dilsinho - Sexta (09) toca no Campo Grande no trio sem cordas a partir de 21h15. Considerado como sensação do pagode carioca, ele tocará de graça para o público.
7. Aviões - Domingo (11)  toca no Campo Grande no trio sem cordas a partir de 15h30. Xand comandará o trio sozinho.
8. Solange - Sábado (10)  toca na Barra a partir de 22h15 em trio sem cordas. Sol é ex-vocalista da banda Aviões do Forró.
9. Liniker e Sandra de Sá - Quinta (08)  tocam juntas a partir de 22h como atração dos blocos Os Mascarados sem cordas. Será a primeira vez que Liniker, cantora trans, puxa trio no Carnaval da Bahia no bloco sem cordas tradicional do público LGBTQIA.
10.Jojô Todinho - Domingo (11)  faz participação no trio de Claudia Leitte no Campo Grande. O trio é sem cordas para o folião pipoca.