Combate a Fake News

Coronavírus na Bahia: o que é fato e o que é fake sobre a pandemia

Estar informado em um momento como esse, que afeta diretamente a vida de cada cidadão, é essencial

Especial de Conteúdo

Oferecimento
Quando  fato extraordinário acontece no mundo, como é o caso da pandemia do novo coronavírus, o volume de informação sobre aquele acontecimento é enorme. Vem através dos veículos de imprensa, das propagandas e até mesmo das redes sociais. E é aí, especialmente, que surgem as fake news. 

Estar informado em um momento como esse, que afeta diretamente a vida de cada cidadão, é essencial. Além disso, porém, é preciso ficar alerta sobre o que é verdade e mentira. 

Para te ajudar a ficar bem informado e denunciar divulgações de fake news, o Governo da Bahia lançou o site, um canal para a população tirar suas dúvidas e conferir o que é fato e o que é fake, como por exemplo:

- Fake! Reabertura do Hospital Espanhol não beneficiou financeiramente famílias de políticos


- Fake! Governador da Bahia não pediu para prefeita deinventar novos casos de Covid-19


- Fake! Enfermeira do Hospital Couto Maia não foi demitida por gravar vídeo na unidade


- Fake! Vídeo gravado no carnaval de 2017 é tirado do contexto em fake news sobre Covid-19


- Fake! Governo do Estado nega proibição da venda de bebida alcoólica na Bahia


- Fake! Governadores do Nordeste não tiveram encontro presencial durante pandemia


- Fato! Toque de recolher é adotado em municípios baianos para barrar contágio pelo coronavírus.


- Fato! Bahia autorizou uso de hidroxicloroquina, mas apenas em pacientes hospitalizados


- Fato! Presidente envia fake para ministro da justiça sobre gestão do Hospital Espanhol em Salvador


- Fato! Valor da pintura de paredes de UTI seguiu a tabela do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos


- Fake! Não houve enterro de homem vivo com diagnóstico de Covid-19 em Feira de Santana


- Fake! Assembleia Legislativa da Bahia não está julgando pedido de Rui Costa para encerrar ano letivo