Coronavírus

Avião com insumos para a produção de 8,6 milhões de doses da CoronaVac chega ao Brasil

Lote com 5,4 mil litros da matéria-prima para a fabricação do imunizante contra o novo coronavírus chegou em Campinas (SP) às 23h46

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um lote com 5,4 mil litros de insumos de matéria-prima para a fabricação da vacina CoronaVac chegou ao Brasil na noite desta quarta-feira (3). A aeronave veio da China e pousou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Com esta matéria-prima, o Instituto Butatan será capaz de fabricar 8,6 milhões de doses do imunizante contra o novo coronavírus. As informações são do G1.

Após a chegada dos insumos, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, falou sobre o planejamento da fabricação de vacinas.

"Vão chegar mais insumos na semana que vem, no dia 10, e até o final do mês esperamos mais 10 mil litros. Então não pararemos até entregar todo o quantitativo de 100 milhões de doses, que deve ser até agosto, começo de setembro".

"É uma satisfação enorme ajudar o país nesse momento. Vamos ter, obviamente, algumas dificuldades por esse caminho, mas vamos trabalhar para que essas vacinas sejam disponibilizadas o mais rápido possível", pontuou o diretor do Instituto Butantan.

"Nós torcemos e pedimos para que mais vacinas sejam disponibilizadas para atender mais brasileiros em todo Brasil. Quanto mais rápido vacinarmos, mais rápido sairemos da crise, mais rápido a economia retoma", disse o governador João Doria.

Esta é a primeira remessa de insumos que o Instituto Butantan recebeu este ano. As vacinas produzidas com o lote recebido começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde a partir do dia 25.

Outra quantidade de matéria-prima está em negociação para ser enviada pela China e devem chegar, segundo o Butantan, até a próxima quarta-feira (10).