Coronavírus

Com toque de recolher, prefeito de Salvador diz que ônibus deixarão de circular às 22h30

Medida visa contar a disseminação do novo coronavírus nas cidades da Bahia

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Com o toque de recolher determinado pelo governador do estado da Bahia, Rui Costa, os ônibus de Salvador deixarão de circular às 22h30 a partir desta sexta-feira (19), início do decreto. A informação foi dada pelo prefeito Bruno Reis nesta quarta-feira (17). A medida tem como objetivo conter a disseminação do novo coronavírus.

O gestor municipal ainda que a fiscalização municipal vai atuar evitar a circulação de pessoas entre às 22h e 5h (horário determinado pelo decreto).

“Ontem à noite [terça-feira] eu conversei com o secretário Fabrizzio Muller, e ele tem que oferecer o transporte para os trabalhadores que saem dos shoppings e os que saem dos bares e restaurantes. Estamos ao longo do dia discutindo isso, e a ideia é oferecer o transporte para que esses trabalhadores possam retornar às suas casas. E, a partir daí, suspender o transporte público”, afirmou o prefeito.

A medida será válida por sete dias, sempre das 22h às 5h. De acordo com o governador, a decisão foi necessária por causa da alta taxa de ocupação de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo para pacientes com covid-19 na Bahia.

Segundo o decreto, ficam excetuadas do toque de recolher hipóteses de deslocamento para ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos, ou situações em que fique comprovada a urgência. A restrição não se aplica também aos servidores, funcionários e colaboradores, no desempenho de suas funções, que atuam nas unidades públicas ou privadas de saúde e segurança.