Coronavírus

Gestantes, lactantes e puérperas: saiba como se cadastrar para receber a vacina

Etapa de cadastrado também está disponível para pessoas com comorbidades em situação de rua

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Gestantes, lactantes e puérperas (essas últimas limitadas até 45 dias de após a data do parto) de Salvador já podem se cadastrar para receber a primeira dose da vacina contra a covid-19. A aplicação da vacina começará na sexta-feira (07) em locais ainda a serem divulgados pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS). 

Como fazer o cadastro para receber a vacina 

O processo funciona de forma semelhante ao cadastro das pessoas com comorbidades. Para garantir segurança e evitar fraudes, a Prefeitura desenvolveu uma plataforma digital (www.comorbidades.saude.salvador.ba.gov.br) para viabilizar a atualização dos dados clínicos dessas mulheres com idade superior a 18 anos gestantes, lactantes ou puérperas.

O acesso ao sistema é restrito ao médico que utiliza a mesmo login e senha do site do Cremeb. As gestantes que realizam pré-natal nas unidades do Sistema Único de Saúde da rede municipal de Salvador serão incluídas automaticamente na lista.

“A orientação é que as gestantes, lactantes e puérperas procurem os médicos onde fazem o acompanhamento para que o profissional realize o cadastro. A inclusão do nome na lista será obrigatória para que possam ter acesso ao imunizante contra o novo coronavírus em nossa cidade. É um procedimento simples, eficaz e que traz mais transparência ao processo de vacinação em Salvador”, justificou Leo Prates, secretário municipal da Saúde. 

Pessoas em situação de rua

A SMS também iniciará o processo de cadastramento das pessoas com comorbidade que estão em situação de rua. A inserção dos pacientes na lista será feita pelos médicos que atuam no programa Consultórios de Rua e realizam o acompanhamento contínuo dessa população.  

Serão contempladas as pessoas com 40 anos ou mais de idade e com comorbidade dentro das elencadas e autorizadas para vacinação pelo Plano Nacional de Imunização. As gestantes, lactantes e puérperas com idade igual ou superior a 18 anos que estão em situação de rua também serão cadastradas pela equipe dos Consultórios de Rua.