Coronavírus

Novos públicos serão vacinados em Salvador a partir de sábado (17); veja detalhes

Serão incluídos idosos de 61 e 60 anos, além de outros profissionais de saúde e de segurança

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Após a chegada de um novo lote com cerca de 45 mil doses da vacina contra a Covid-19 em Salvador, a Prefeitura prosseguirá com a campanha de imunização neste final de semana, onde serão inseridos públicos prioritários que ainda não tomaram a primeira aplicação. O anúncio foi feito pelo prefeito Bruno Reis nesta sexta-feira (16), durante coletiva virtual.

Neste sábado (17), entre 8h às 12h, prosseguirá a vacinação de idosos com 61 anos ou mais, nascidos entre janeiro de 1960 e 17 de abril de 1960.  À tarde, das 13h às 18h, serão imunizados cidadãos com 60 anos ou mais, nascidos entre 17 de abril 1960 a 17 de julho de 1960.

No domingo (18), das 8h às 12h, a imunização volta a contemplar cidadãos com 60 anos ou mais, nascidos entre 18 de julho de 1960 a 18 outubro de 1960. 

Já na segunda (19), a população terá o serviço do Corujão da Vacinação. No turno da manhã, das 8h às 12h, poderão ser vacinados doulas e trabalhadores da saúde, policiais federais, militares, civis e rodoviários federais, bombeiros, guardas municipais e agentes da Transalvador com idade igual ou superior a 50 anos.

A estratégia também alcançará pessoas com doenças renais crônicos e os idosos a partir de 60 anos, que não compareceram a um dos pontos de vacinação no final de semana. À tarde, das 13h às 21h, será a vez dos idosos com 60 anos ou mais, nascidos entre 19 de outubro de 1960 a 19 de janeiro de 1961. 


“Provavelmente, não será possível vacinar todos os idosos de 60 anos. Ficarão faltando os cidadãos nascidos entre de janeiro a abril de 1961. A continuidade depende da disponibilidade de doses, porque chegaram apenas 45 mil, e da evolução das aplicações neste final de semana”, afirmou o prefeito.

“Esperamos ter a confirmação da vinda de mais lotes para a semana que vem começarmos a vacinar pessoas com comorbidades e para que possamos incluir os professores, entre 55 a 59 anos”, acrescentou o prefeito.