Coronavírus

Saiba como será a ordem de vacinação contra covid-19 em Salvador

Prefeito Bruno Reis divulgou, nesta terça-feira (12), os grupos prioritários e o esquema de vacinação na capital baiana

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O prefeito Bruno Reis divulgou, no dia 12 de janeiro, a ordem de vacinação e todo o esquema logístico de vacinação contra covid-19 (novo coronavírus) em Salvador.

O processo de imunização será divido, inicialmente, em quatro etapas. A primeira fase serão incluídos trabalhadores da saúde, população idosa com 75 anos ou mais, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de Longa Permanência (asilos e instituições psiquiátricas) e indígenas/aldeados/povos e comunidades ribeirinhas.

A prefeitura de Salvador desde o início do ano afirmou que estava negociando a compra do imunizante contra a covid-19 em pelo menos quatro fabricantes e disse que teria em caixa cerca de R$ 80 milhões para adquirir a vacina contra o novo coronavírus. Porém, isso não seria suficiente para vacinar toda a população de Salvador e seria preciso os apoios do governo estadual e federal.

Dois fabricantes estavam com conversas avançadas com a capital baiana. A Janssen irá negociar, em um primeiro momento, com o governo federal, para depois vender para estados e municípios, mas informou que a capital baiana terá prioridade. Já o Instituto Butantan tinha reservado mais de mil doses pra Salvador, mas o Ministério da Saúde comprou todas as doses e a venda não irá mais ocorrer.

Detalhes da logística
Ao todo, serão 202 salas ou baias e 506 boxes de vacinação, com capacidade para a aplicação de 15 mil doses por hora. Os centros de vacinação e as estruturas em drive-thru terão um local específico para a entrada de pessoas ou de veículos e outro para a saída. Esses centros terão áreas para a triagem e uma sala de apoio. Além disso, haverá vacinação em instituições que abrigam idosos e hospitais, bem como domiciliar (quando houver necessidade) e população de rua.

O plano de vacinação contra a Covid-19 prevê ainda os dias e horários de imunização, que será de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h, e sábados, domingos e feriados, das 7h às 19h. Para garantir maior segurança à população, a SMS vai capacitar todos os profissionais envolvidos, disponibilizará suporte emergencial nos postos de vacinação e realizará o acompanhamento de eventos adversos pós-vacina. Além disso, profissionais de segurança serão contratados para escoltar o transporte das doses e atuar nos locais de vacinação.