Coronavírus

Vacinas CoronaVac e Oxford são eficazes contra a variante de Manaus, dizem laboratórios

Variante do vírus que teve origem em Manaus (AM) é apontada como mais transmissível do que as outras cepas e teria provocado o atual aumento do número de casos no país.

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

As vacinas contra a covid-19, CoronaVac e Oxford, mostraram ser eficazes contra a variante de Manaus do coronavírus. As informações foram dadas pelos laboratórios que estão fabricando os imunizantes. Os resultados dos estudos foram passados para à Reuters nesta segunda-feira (8).

De acordo com a apuração da Reuters, os estudos feitos pelo Instituto Butantan levaram em conta amostras de sangue de pessoas vacinação com o imunizante chinês e foram testadas contra a variante brasileira conhecida como P.1. O estudo ainda será ampliado para que sejam obtidos dados definitivos, mas, inicialmente, a vacina se mostrou eficaz contra a cepa.

A variante do novo coronavírus que teve origem em Manaus (AM) é apontada como mais transmissível do que as outras cepas e teria provocado o atual aumento do número de casos no país.

De acordo com a apuração da Reuters, os resultados dos estudos sobre e eficiência da vacina Oxford/AstraZeneca contra a variante de Manaus foram confirmados também nesta segunda-feira (8) pelo diretor da Bio-Manguinhos, Maurício Zuma. Os resultados só são divulgados ao longo dessa semana.

A Fiocruz é a responsável por envasar estas vacinas no Brasil e até o fim de março deve entregar 1 milhão de doses para o Ministério da Saúde.