Coronavírus

Vacinas pediátricas contra Covid-19 chegam à Bahia; saiba detalhes

Vacinação em Salvador deve começar no sábado (15)

Redação iBahia (redacao@ibahia.com)
- Atualizada em

Caixas de vacinas pediátricas chegam à Bahia (Foto: Júlio César/TV Bahia)

As vacinas pediátricas para imunizar as crianças de 5 a 11 anos chegaram na tarde desta sexta-feira (14) à Bahia. Ao todo, 15 caixas com doses da Pfizer desembarcaram no estado. 

Em reunião da Comissão INtergestores Bipartite (CIB), realizada na manhã desta sexta, a coordenadora do Programa de Imunizações da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Vânia Rebouças, apresentou o Plano Operacional da Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária) para a aplicação da vacina no público infantil. 

A expectativa é de que 1,5 milhão de crianças sejam imunizadas na Bahia. 

Orientações para vacinação

A Anvisa recomenda que a vacinação das crianças sejam realizadas em ambiente específico, separado da vacinação de adultos, em local acolhedor e seguro.

Para comunidades mais isoladas, como as aldeias indígenas, a observação é de que a imunização das crianças seja feita em dias separados, não coincidentes com a vacinação de adultos. 

Além disso, a sala em que será aplicada a vacina contra a Covid-19, em crianças de 5 a 11 anos, deve ser exclusiva para a aplicação dessa vacina, não sendo aproveitada para a aplicação de outras vacinas, ainda que pediátricas. Não havendo infraestrutura, devem ser adotadas medidas para evitar erros de vacinação. 

Outro ponto alertado para a imunização das crianças é a administração de outras vacinas. Segundo a Anvisa, a vacina da Covid-19 não deve ser aplicada com outras do calendário infantil, por precaução. É necessário um intervalo de 15 dias. 

Drive-thru e permanência no local 

A Anvisa também recomenda que seja evitada a modalidade de drive-thru e que as crianças permaneçam ao menos 20 minutos no local de vacinação após receber a dose. 

No Bahia, não será exigido o termo de autorização, recomendado pelo Ministério da Saúde para vacinação das crianças de 5 a 11 anos, quando a criança estiver acompanhada do pai, mãe ou responsável legal. 

 “Só será necessário um mecanismo de comprovação, um documento, de que é o responsável”, explica a secretária da Saúde, Tereza Paim. No caso da ausência de pais ou responsáveis, a vacinação deverá ser autorizada em termo de consentimento por escrito".

Vacinação em Salvador 

Por causa do atraso na entrega das doses enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) à Bahia, a vacinação das crianças com 11 anos só será realizada a partir de sábado (15). O anúncio foi feito pelo secretário municipal de saúde, Leo Prates, em uma entrevista à TV Bahia. 

O esquema e as unidades, onde as crianças serão imunizadas vão ser divulgados em breve pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).