Economia

8 informações que você precisa ter para fazer uma boa compra

Consumidor precisa estar munido de dicas de segurança, direito e economia para garantir boas condições de compra e, é claro, saber poupar

Naiá Braga (naia.braga@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Comprar, seja presencialmente, ou pela internet requer atenção e cuidados do consumidor para não ter prejuízos ou cair em ciladas. Confira 8 dicas para ter mais tranquilidade, aproveitar boas ofertas e economizar quando o assunto é fazer compras. 

 1) "Canto da Sereia": essa é a dica para você não cair nas armadilhas de sedução das lojas. Uma das estratégias usadas pelos comerciantes é estimular as compras pela emoção e não pela razão, então, aquela peça, que na verdade, você nem precisa, vai lhe parecer irresistível ao se olhar no provador com aquela luz perfeita, com aquela trilha sonora que você ou ainda com aquele cheiro gostoso...Então, a dica é: objetividade. Tente desviar dessa "tentações" e manter o foco e, de fato, ir comprar aquilo que você vai precisar. Nem sempre as promoções são boas oportunidades e você pode acumular dívidas, então as expressões "tá se usando muito" ou "tá na última moda", podem levar você a adquirir peças que você pode se arrepender depois.

Foto: Divulgação
2) Pequenos comerciantes: uma das vantagens de comprar do pequeno comerciante é que as suas condições de negociação podem ser maiores, já que ele ainda está cativando o seu público consumidor. Agora, cuidado: negociar não significa depreciar o produto do pequeno empresário. Ser bem atendido também é umas das vantagens de comprar  com microempreendedores.

3) Compras online? Proteja seus dados:  durante as compras online, o consumidor deve ficar atento aos dados que vai fornecer para evitar futuras dores de cabeça. Por isso, a segurança é um item indispensável a ser considerado pelo consumidor.  Nas compras online,  para verificar a segurança que um site oferece no momento da transação, cheque se no canto inferior da tela há um cadeado ou chave. Teste também se o antivírus instalado no seu computador está atualizado e os programas de monitoramento contra spywares e firewall.

4) Compra no crédito e desconfiança: nas compras online, opte pela compra por cartão no cartão crédito, pois nessa transação é mais fácil sustar os pagamentos, em caso de fraude. Desconfie de preços muito baixos. Não faça operações online de compra ou quaisquer operações bancárias em lan houses ou cybercafés para não deixar seus dados e senhas vulneráveis.

Foto: Divulgação


5) Pesquise sobre o fornecedor: saber quem é o fornecedor vai te dar mais confiança na hora de fazer a sua compra. Pesquise razão social, CNPJ, endereço, telefone. À medida que o fornecedor libera informações, é mais fácil ter informações sobre a segurança e canais de relacionamento com o consumidor. 

6) Juros e Parcelamentos: pagar à vista ou parcelar pode ser mais ou menos vantajoso para tipos diferentes de comprar. Escolher pagar à vista pode te ajudar a aumentar suas chances de negociação e garantir bons descontos. Se o preço à vista for o mesmo que o valor a prazo, a regra básica é tentar um desconto para o pagamento à vista. Se o desconto for acima de 0,5% já vale a pena pagar à vista porque é mais do que rende a poupança mensalmente. 
Foto:Divulgação

7) Comparar preços: nas compras por impulso, é difícil garantir boas vantagens. Por isso, é bom ter uma noção do preço do produto desejado, seja em lojas físicas ou virtuais, para ter uma noção de  quando um "super desconto" pode estar escondendo uma grande cilada.

8)Direito de Arrependimento: após a entrega do produto, o consumidor tem até sete dias úteis, contados a partir do recebimento ou assinatura do contrato. Essa é uma dica de direito do consumidor que o permite entrar em contato com o fornecedor e devolver o produto indesejado. A embalagem do produto não pode ser exigida pelo fornecedor.