Economia

A partir do dia 28, bancos não aceitarão mais pagamento para boletos acima de R$ 10 mil

Restrição consta da Resolução 648/2018, do Conselho Monetário Nacional (CMN)

Agência O Globo

A partir do dia 28 de maio, os bancos não vão mais aceitar o pagamento em dinheiro de boletos de valor igual ou superior a R$ 10 mil. A restrição consta da Resolução 648/2018, do Conselho Monetário Nacional (CMN). O objetivo é aperfeiçoar os mecanismos de controle de prevenção à lavagem de dinheiro.

Segundo o Banco Central (BC), apenas 1,7% dos boletos hoje têm valor acima de R$ 10 mil. Até aqui, não havia uma regra sobre pagamentos de boletos em dinheiro. As instituições financeiras tinham autonomia para estabelecer seus próprios limites para a operação.

Agora, para boletos de valor inferior a R$ 10 mil, as instituições financeiras somente poderão recusar o pagamento em espécie se houver indícios de tentativa de fraudar a norma.

Por determinação do CMN, os bancos são obrigados a comunicar a restrição ao seus correntistas. O Itaú, por exemplo, já informa a limitação a seus clientes por meio dos canais de autoatendimento (caixa eletrônico ou internet banking).

O Banco Central determinou ainda que as instituições financeiras mantenham registros dos boletos pagos em dinheiro, mas essa medida específica somente entrará em vigor em março de 2019.