Aeroporto VDC

Aeroporto Glauber Rocha vira porta de entrada para regiões turísticas da Bahia

Com a intensificação dos voos e aumento da capacidade de passageiros no aeroporto, aumenta também as condições para que o setor do turismo se desenvolva cada vez mais

Especial de Conteúdo
- Atualizada em

Oferecimento
As novidades trazidas pela entrega do Aeroporto Glauber Rocha, no final de julho, refletem em Vitória da Conquista, e também em outros municípios da região. Com a intensificação dos voos e aumento da capacidade de passageiros no aeroporto, aumenta também as condições para que o setor do turismo se desenvolva cada vez mais.

Para a cidade do sudoeste baiano, terceira maior da Bahia, o presidente da Associação Comercial e Industrial do município, Márcio Pedro Costa, acredita que "o comércio forte, com visitantes de todas as regiões do Estado e do norte de Minas Gerais, tende a crescer ainda mais".

Na região de Vitória da Conquista, por exemplo, a 120 km de distância, Iguaí é o destino ideal para quem busca um roteiro ecológico. Com mais de 200 cachoeiras, o município oferece lindas trilhas e vistas para o visitante.
Foto: Divulgação / Seinfra
A inauguração do Aeroporto foi comemorada também pelo ramo do turismo na região da Chapada Diamantina. Com o novo equipamento, haverá mais facilidade e conforto para chegar na região, além da expectativa quanto à redução de tarifas aéreas, devido ao aumento da oferta de voos, vindo de grandes cidades como São Paulo e Belo Horizonte.

Especialmente para os viajantes que desejam visitar as cidades ao sul do Parque Nacional, o aeroporto Glauber Rocha se torna uma excelente opção. Do aeroporto para o município de Mucugê, por exemplo, são 265km, e para o Vale do Capão, 335km.

Nova operação
Inaugurado no dia 23 de julho, o Aeroporto Glauber Rocha começou a ter voos operados no dia 25 do mesmo mês. O novo equipamento conta com estrutura moderna, alta tecnologia e capacidade para operar voos maiores.

A obra do aeroporto foi executada integralmente pelo Governo da Bahia, que investiu R$ 31 milhões no equipamento. Com valores repassados até o ano de 2018, o Governo Federal investiu R$ 106 milhões.