Novelas

Agenor descobre profissão de Rosa e oferece a filha na vizinhança: 'Quem dá mais?'

Laureta conta segredo de Rosa aos pais e ainda cobra a dívida

Agência O Globo

Primeiro foi Maura (Nanda Costa), agora será a vez de Rosa (Leticia Colin) sentir a ira de Agenor (Roberto Bonfim) em "Segundo sol". A jovem será humilhada pelo pai, que descobre que a filha é prostituta. E é Laureta (Adriana Esteves) quem conta ao cozinheiro sobre a profissão da moça.

"Agora me responda uma coisa, por que você esconde dos seus pais a sua profissão? Prostituta, qual é o problema? Qual o problema você ser garota de programa?", provoca a cafetina, que continua: "Sua filha nasceu para isso! Fazia fila de homem querendo os serviços amorosos de Rosa!".

Foto: Reprodução

Rosa explode, manda Laureta para fora de sua casa e a ameaça. Só que a ex-patroa coloca ainda mais lenha na fogueira. "Agora que Rosa não vai faturar mais um tostão, vai ser outra morta de fome, vai ser o senhor, seu Agenor, que vai assumir essa dívida! E pode ter certeza que eu vou cobrar. E se o dinheiro não entrar, minha próxima visita não vai ser tão cordial", avisa. A mãe da moça, Nice, quer saber que dívida é essa."A dívida que ela tem comigo! Do dinheiro que ela me pediu quando vocês perderam o apartamento! Como a senhora acha que ela paga pelo aluguel desta casa? Com meu empréstimo e com muito suor! Esse corpinho foi usado!", diz, irônica.

A namorada de Valentim (Danilo Mesquita) grita para a vilã deixar sua casa. Possuído, Agenor sai quebrando a casa inteira, enquanto xinga a filha. Depois, ele arruma as coisas dela numa sacola e a manda embora. Rosa diz não ter para onde ir. "Problema seu! Vai para casa de um de seus homens! Esse tempo todo eu fui feito de palhaço! Rosa e Maura, criei duas safadas em casa sem saber! Que desgosto, uma sapatão e uma prostituta! É a verdade! É o que elas são! Essas aberrações que você pôs no mundo!", afirma o cozinheiro, colocando a culpa em Nice.

Ainda tomado pelo ódio, Agenor pega Rosa pelos cabelos, vai arrastando-a para fora de casa e a joga na rua."Agora eu vou lhe ensinar uma lição que você não vai esquecer tão cedo! Vagabunda! Piranha!", grita o cozinheiro. Os apelos de Nice e Rosa não são atendidos por Agenor, que pega de novo a filha pelos cabelos, levanta sua cabeça e a sai oferencendo para os homens. "Vocês sabem o que ela é? Cês conhecem Rosa? Rosa é prostituta! É garota de programa! Ela se deita com qualquer um por dinheiro! Cês não querem ela não? É isso, minha gente! Essa vagabunda, que já foi minha filha, é mulher da vida! Pagou, levou! Quem quer?Quem dá mais? Alguém dá cinquenta reais? Ninguém? Vinte? Já podemos fazer leilão na rua, Rosa! Que mais que a gente pode vender aqui?", brada Agenor.

Violento, o marido de Nice sai jogando as roupas da filha no chão. "Vestido de vagabunda, blusinha de piranha, shortinho... Que é isso? É aqui que você tem os telefones dos seus clientes?", diz Agenor, arremessando o aparelho, que se espatifa. Ele ainda pisa em cima do telefone. "Para, Agenor! Para, pelo amor de Deus! Filha, filha! Deixa ela ir, Agenor! Vamos acabar com isso!", implora a mãe de Rosa. "Quer ir embora, Nice? Vai embora com ela! Só quero ver de onde você vai tirar dinheiro, porque você não vai ter muito futuro nessa profissão!", desdenha o pai da garota de programa.

Nesse momento, Rosa se desvencilha dele e sai correndo. Nice sai gritando pela filha, mas não consegue alcançá-la. Aos prantos, a mãe da moça recolhe as roupas da jovem pela rua.