Brasil

Alvo de ataques racistas na web, JP Rufino prestará queixa em delegacia

Centenas de fãs e admiradores de JP apoiaram a decisão

Agência O Globo

Alvo de comentários racistas em suas redes sociais durante o desfile das campeãs carnavalescas do Rio, JP Rufino tomará todas as medidas judiciais cabíveis, ao lado da família, para incriminar os responsáveis pelo ato na web. Famoso por integrar o elenco de novelas como “Além do horizonte” (2013), “Alto astral” (2014) e “Êta mundo bom!” (2016), o ator-mirim de 15 anos se manifestou sobre o ocorrido. Ele garantiu que não desistirá de buscar uma solução para o crime.

“Do nada você recebe esse e por mim inabalável comentário, já que sou muito bem resolvido e bem preparado para qualquer tipo que seja a espécie de críticas ou ‘maldades’”, escreveu o adolescente, sem esconder o perfil do criminoso.



Nesta segunda-feira (19), Martha Cristina, mãe do artista, se pronunciou sobre a história, alegando que a família prestará queixa na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, na Cidade da Polícia, na Zona Oeste do Rio. Centenas de fãs e admiradores de JP apoiaram a decisão, lotando a caixa de mensagens de suas redes. “Agradecemos todo o apoio e carinho manifestado (...). Aguardemos a apuração da pessoa que seja responsável. Pois a certeza de que precisaremos sim...encontrar o responsável!”, escreveu Martha, em seu Facebook.

Em entrevista à revista Quem, Martha voltou a enfatizar que não se calará diante das ofensas ao filho. “Queremos que nosso caso ajude outras pessoas que passam por situação parecida. Por isso, tomaremos as medidas cabíveis. Infelizmente, a gente passa por isso [racismo] a toda hora e a todo momento. Preparo meus filhos para o mundo, mas uma situação como esta magoa”, lamentou.