Tecnologia

Americano ensina como montar um iPhone por R$ 1 mil

A economia foi de US$ 250, cerca de R$ 780, em relação ao preço cobrado nos EUA.

Agência O Globo
O iPhone está entre os melhores e mais caros smartphones, mas o engenheiro americano Scotty Allen descobriu uma forma de ter em mãos o desejado produto, mas gastando bem menos. Em vez de comprar o telefone numa loja, ele vasculhou mercados de peças de produtos eletrônicos na cidade chinesa de Shenzhen, onde vive, e montou o seu próprio aparelho. A economia foi de US$ 250, cerca de R$ 780, em relação ao preço cobrado nos EUA.
Foto: Reprodução/Scoty Alien
— Eu vim originalmente para a China explorar a indústria de produtos eletrônicos — contou Allen. — O projeto de montar um iPhone serviu para mergulhar nesse cenário, conhecer a fundo os mercados de rua de reparos de aparelhos.
A empreitada não foi fácil. Até então, Allen nunca havia aberto um iPhone. O conhecimento das peças necessárias para a montagem se deu vendo fotografias publicadas em sites na internet e conversando com os vendedores das lojas de conserto. Apesar de não ter tomado nota de todas as compras, ele estima ter gasto cerca de US$ 300, cerca de R$ 950, para montar um iPhone 6S.
O iPhone possui quatro peças principais: a capa externa, a tela, a bateria e a placa lógica, onde estão os processadores e conectores para outras partes. Câmera, botão com sensor digital, conectores para cabos, microfone e alto-falantes estão entre as peças médias. Ao todo, são 53 componentes necessários para a montagem, e Allen conseguiu todos eles em lojas de rua no distrito de Huaqiangbei, considerado o maior hub global de produtos eletrônicos.
Ao todo, o projeto levou cerca dois meses para ser executado, desde a identificação das peças, onde e como comprá-las e montagem. Mas o maior desafio, lembra o engenheiro, foi a comunicação com os vendedores.