Comportamento

‘Amor e respeito regem a nossa relação’: conheça a história de Márcio e Orlando

Conheça de história deste casal que comprou as passagens para a lua de mel antes mesmo de marcar a data da cerimônia

Isadora Sodré (isadora.sodre@redebahia.com.br)

Quando o administrador Márcio Rocha começou a se relacionar com o médico acupunturista Orlando Tavares, em 2012, recebeu logo um aviso: ‘não quero nada sério’. Porém, após alguns meses, Orlando não resistiu aos encantos de começar uma história de amor e, finalmente, pediu Márcio em namoro.

Com o tempo, a relação entre dois foi ficando cada vez mais forte: viagens, planejamento de vida, morar juntos... Até que eles foram para um casamento de duas amigas e se animaram para fazer a cerimônia e Orlando se empolgou. Como ambos já tiveram relacionamentos anteriores, deram cada passo de forma cuidadosa e cautelosa.

“Em 2015 surgiu uma promoção de passagens áreas para Fernando de Noronha e compramos na hora. Como nossa lua-de-mel já estava garantida, agora era só marcar data da cerimônia”, contou Márcio aos risos.
Márcio disse que, na ocasião, não havia tantas cerimônias de casais gays e eles ficaram com receio com a forma que seriam tratados pelas empresas de buffet.

“Fomos surpreendidos e atendidos por uma pessoa especial, nos acolheu e nos ajudou. No dia da cerimônia foi tudo muito especial, nossas mães ficaram felizes com a nossa decisão, nos ajudaram com os detalhes da festa e entraram conosco na cerimônia”. Eles formalizaram a união em um espaço de festas localizado no Imbui (dia do casamento)

A união de Márcio e Orlando foi celebrada por uma juíza de paz (magistrado que realiza cerimônias jurídicas). “Achamos que seria algo formal, mas ela deixou uma linda mensagem de amor e casamento. Foi tudo lindo. Nós só convidados os amigos mais próximos e tivemos 5 casais de padrinhos”, contou Márcio.
Para Orlando, oficializar a união foi um ponto importante para o relacionamento. “Este marco modificou o nosso pensamento, começamos a fazer planos futuros, de carreira, de aposentadoria, de qualidade de vida: tudo com o pensamento no outro. No casamento tudo é pensando a dois”, explicou.

Quando perguntados sobre o que fortalece a união, eles não hesitaram em responder: "O amor e o respeito regem a nossa relação”. E não é assim que deve ser?