Tecnologia

Anatel aprova venda da GVT para a Telefónica

Se o negócio for concluído, Telefónica terá de sair do capital da Telecom Italia em até 18 meses

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que a Telefónica pode comprar a GVT, mas instituiu algumas condições para que o negócio seja concluído. A primeira mudança é que a Telefónica terá de sair do capital da Telecom Italia em até 18 meses. A Telecom controla a TIM com 14,7% de participação; com a cisão da Telco, que controla a Telecom, a Telefónica se tornaria maior acionista da empresa por trás da Tim.




Já no Brasil, a Telefónica responde pela Vivo, então a empresa espanhola se tornaria proprietária de duas grandes operadoras brasileiras, além da GVT. Com a determinação da Anatel, a Telefónica tem 18 meses para entregar seus direitos políticos na gestão da Telecom e assim, passará de ter direitos sobre a Tim.


Ações que a Vivo possui da Telecom serão transferidas para a francesa Vivendi, que controla a GVT, mas esta etapa da negociação ainda  não foi aprovada. A Anatel já aprovou, entretanto, a entrada da Vivendi no capital da Telefônica Brasil, além do pagamento de 4,66 bilhões de euros pela operadora de banda larga. As informações são da Reuters.