Aeroporto VDC

Antes x Depois: O que o Aeroporto Glauber Rocha traz de mais moderno para Conquista

Durante 50 anos, a porta de entrada para a cidade foi o Aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo

Especial de Conteúdo
- Atualizada em

Oferecimento
Localizada no sudoeste baiano, Vitória da Conquista é a terceira maior cidade da Bahia, com mais de 300 mil habitantes. Durante 50 anos, a porta de entrada para a cidade foi o Aeroporto Pedro Otacílio de Figueiredo, que nesse período recebeu cerca de 250 mil passageiros todos os anos, em voos de pequeno porte, com aviões turboélices.

No dia 24 de julho, deste ano o local foi desativado para dar lugar ao novo aeroporto da cidade, o Glauber Rocha. Maior e mais moderno, o equipamento inaugurado no dia 23 de julho duplicou a capacidade de movimentação e, agora, pode receber 500 mil passageiros anualmente.
Foto: Manu Dias / GOV BA
Se com o Aeroporto Pedro Otacílio só era possível chegar em Conquista por via aérea em aviões de pequeno porte, o Glauber Rocha vai receber grandes aeronaves, como Boeing 737-800, aumentando a quantidade de passageiros por voo. O novo aeroporto possui equipamentos mais avançados de navegação, o que possibilita que interferências climáticas nos pousos e decolagens sejam minimizadas.

Para receber aviões a jato, de maior porte, a pista do Glauber Rocha tem extensão de 2.100 metros, que pode chegar até 3.200, e pátio com capacidade para até cinco aviões. A concessionária VDC Airport está responsável pela gestão, manutenção e exploração das áreas e serviços do novo equipamento.

Além do investimento de R$ 31 milhões por parte do Governo do Estado, a administração estadual foi responsável pelo acesso ao Aeroporto. A obra da rotatória que dá acesso ao local foi executada pela concessionária da BR-116, a Via Bahia.



Mais turistas
Devido ao grande número de ofertas de voos e rotas do Aeroporto Internacional de Salvador, cidades e localidades próximas a capital baiana se beneficiam quando o assunto é turismo. Agora, o desenvolvimento nesse setor também é esperado em outras regiões do estado com o Aeroporto Glauber Rocha.

Com voos diários para São Paulo e Minas Gerais – no voo direto operado pela Gol, por exemplo, a capacidade é de 138 passageiros –, a expectativa é o turismo da região seja aquecido.

O novo equipamento serve como porta de entrada para, além de Conquista, regiões como a da Chapada Diamantina e todo o sudoeste baiano.