Mundo

Após caso de racismo, Starbucks fechará oito mil lojas temporariamente

Confusão ocorreu nos Estados Unidos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Após um caso de racismo envolvendo funcionário e clientes, a rede de cafeterias Starbucks fechará temporariamente mais de oito mil lojas nos Estados Unidos. A confusão aconteceu na semana passada, quando dois rapazes negros, que estavam sentados em uma loja da franquia, foram algemados e levados por conta de "denúncia" de um funcionário. Uma cliente, que também estava no local, filmou a ação dos policiais. Desde então, muitas manifestações foram realizadas na porta da cafeteria.

Confira o momento em que os dois foram levados:



Diante do problema, a rede anunciou que fechará as suas lojas, no dia 29 de maio, para a conscientização dos funcionários sobre a questão do racismo.

Esta não é a primeira vez que a Starbucks é denunciada. Em julho do ano passado, funcionários de uma loja da Alameda Santos, em São Paulo, tentaram expulsar uma jovem negra do local porque o local não aceitava pedintes.