E. C. Bahia

Após primeiro gol, Brumado admite que time 'pode render mais'

Centroavante tem apenas 105 minutos em campo na atual temporada

Bruno Queiroz, do Correio 24 horas (bruno.queiroz@redebahia.com.br)

Sem ainda sequer ter tido uma oportunidade como titular da equipe, o jovem Junior Brumado, de apenas 18 anos, marcou o seu primeiro gol pelo Bahia na categoria profissional. Ele havia estrado no chamado "time de cima" ainda no ano passado, entrando em três partidas da Série A contra Avaí, Santos e São Paulo, mas ficando em campo por apenas 61 minutos na somatória. 

Este ano, em quatro jogos (todos pelo Campeonato Baiano), Brumado já ficou 105 minutos em campo e a tendência é que esse tempo aumente cada vez mais. O principal concorrente da posição de centroavante é Kayke, que marcou apenas uma vez também num total de sete partidas, sendo seis delas como titular. Outra  diferença é que Kayke já ficou 498 minutos em campo. A  má fase do companheiro pode render mais oportunidades ao garoto, mas o técnico Guto Ferreira prefere pregar cautela.

Júnior Brumado marcou o primeiro gol com a camisa tricolor (Felipe Oliveira / EC Bahia)

"O Brumado entrou muito bem de novo. É um menino de 18 anos que cresce a cada dia, com potencial bastante grande. Vamos devagarinho. Precisa do apoio do torcedor. Não é porque ele fez meia partida boa hoje (domingo), que entrou bem no jogo contra o Atlântico, que ele já está pronto. Temos que ter calma, nem os profissionais daqui estão no momento 100% prontos", disse.  

No desembarque do elenco em Salvador, Brumado falou sobre a emoção de ter marcado o primeiro gol. "Todo jogo entrando e dedicando ao máximo, uma hora tinha que acontecer. Trabalhando demais e o resultado veio (...) Abriu a porteira e se deus quiser sai mais", brincou sobre fazer mais gols agora que saiu o primeiro.

 Apesar da euforia por ter balançado a rede em Juazeiro, Brumado também reconheceu que o rendimento da equipe não foi o esperado e admitiu que o time pode render mais. "Acho que a gente tem que manter a concentração. Todos sabem que nossa equipe poderia render mais e o campo não ajudou muito. Quarta temos toda certeza que vai ser totalmente diferente", afirmou se referindo ao confronto contra o Jequié nesta quarta-feira (6), às 21h45, na Fonte Nova pela última rodada da primeira fase  do estadual. 

O Bahia ainda tem chances de terminar na liderança e para isso precisa vencer o Jequié e torcer por pelo menos um empate do Vitória, que encara o Fluminense de Feira no Jóia da Princesa. O Touro do Sertão é o quarto colocado e também precisa do triunfo para ir às semifinais sem depender de ninguém.