Literatura

Aprenda sete dicas para conservar livros

Encadernadora ensina como mantê-los sempre novo

Agência O Globo

Mesmo com toda as possibilidades tecnológicas de leitura, o livro físico ainda é fonte de imenso prazer. A encadernadora Christiana Lee, do Ateliê Manufatura , ensina como mantê-lo sempre nos trinques.


1. Umberto Eco já sabia

Lave as mãos antes e depois de manusear livros antigos. Sempre que possível, use luvas descartáveis e não molhe as pontas dos dedos para virar uma folha. A saliva é ácida e danifica o papel. Além disso, o exemplar pode ter focos de fungos e bactérias. Quem já leu “O Nome da Rosa”, de Umberto Eco, sabe do que se trata.

2. Para ler, não escrever

Não use livros como apoio. Esse hábito pode danificar as capas, e o peso força a lombada, desestruturando-a. Anotações também estragam as folhas. Se for necessário, use lápis de grafite macio. Lapiseiras e canetas deixam marcas, e, com o tempo, a tinta pode furar o papel.

[[saiba_mais]

3. Sem sujeira

Limpe a biblioteca com espanador ou flanela seca para não acumular poeira. Isso evita que as laterais dos volumes escureçam e a sujeira se instale por dentro. Uma vez por ano, passe uma trincha de cerdas macias dentro deles. Abrir os volumes com frequência também evita cheiro forte ou que as páginas grudem.

4. Nada no meio

Não guarde folhas, flores ou papéis velhos dentro do livro. Esses materiais podem manchar as páginas e facilitar o aparecimento de fungos. Não consuma alimentos enquanto estiver lendo, já que restos de comida atraem bichos.

5. Onde parei?

Não use clips para indicar em que ponto interrompeu a leitura. A ferrugem de objetos metálicos corrói a celulose. Também não dobre os cantinhos, pois, com o tempo, o papel fica quebradiço e acaba se rasgando. Use um marcador apropriado.

6. Maneire na luz

Não exponha exemplares ao sol ou à luz forte, pois as cores ficam desbotadas e o papel, amarelado e quebradiço. Já a umidade facilita a proliferação de fungos, então, se o livro molhar, deixe-o aberto em local arejado.

7. Guarde na vertical

Livros devem ficar retos, não muito apertados e com espaço entre o fundo da estante, para que “respirem”. Obras grandes podem até ficar deitadas, mas o ideal é que tenham o mesmo tamanho ou formem uma pirâmide pequena, pois o peso deixa marcas naquelas que estão embaixo.