Arte e Decoração

Arquitetos ensinam como transformar o banheiro em um ambiente de relaxamento

“Para planejar o espaço, devemos pensar esses itens de forma integral, bem como considerar a circulação”, destaca a arquiteta Cristiane Schiavoni

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Que tal transformar o banheiro em um ambiente para relaxar? Seja pequeno, médio ou grande, os profissionais de arquitetura Bruno Moraes, Pati Cillo e Cristiane Schiavoni, que comanda seu escritório, mostram que o projeto do banheiro pode ir além do trivial e se configurar em um banheiro SPA. 

Projeto Bruno Moraes | Foto: Luis Gomes 

No projeto da reforma ou de construção de um novinho, é preciso ter em mente o desejo real dos moradores. Por exemplo: precisa ser uma banheira dupla ou para apenas uma pessoa? Qual o tipo de chuveiro? Incluir um espaço duplo na bancada – perfeito para a vida do casal –, é de fato relevante para a vida dos dois? “Para planejar o espaço, devemos pensar esses itens de forma integral, bem como considerar a circulação”, destaca a arquiteta Cristiane Schiavoni.

 

Ao analisar todos os pormenores, é hora de estudar o layout. Para isso, o profissional de arquitetura deve iniciar o entendimento sobre a dinâmica do uso do ambiente, que é muito particular para cada pessoa. Em cômodos com banheira de hidromassagem, há quem prefira usar primeiro a ducha e depois partir para a imersão. “Nesse caso, podemos criar um acesso direto do box da ducha para a banheira, sem a necessidade de circular pelo espaço do banheiro”, explica o arquiteto Bruno Moraes. Quando o cliente expressa a preferência pela ducha dentro da própria banheira, o arquiteto aconselha a colocação de uma versão de teto centralizada no eixo da banheira, provendo assim um banho mais confortável.

Projeto Cristiane Schiavoni | Foto: Carlos Piratininga 

Uma ressalva importante trazida por Cristiane e Bruno Moraes: um banheiro SPA não implica na prerrogativa de se ter uma banheira. A depender da área do cômodo ou mesmo da predileção, as colunas de hidromassagem promovem a função de relaxamento, duplicando o espaço do box, oferecendo descanso ilimitado, praticidade e alta tecnologia. 


Revestimentos 

Avançando por mais um capítulo, para cunhar o conceito de banheiro SPA o projeto precisa investir em materiais de qualidade como louças, metais revestimentos e a iluminação propícia para uma atmosfera relaxante e acolhedora. 

O arquiteto Bruno Moraes se diz fã de revestimentos cerâmicos, como os hexagonais, e as pastilhas de porcelanas, que produzem um efeito muito charmoso aos projetos. Ele aproveita para destacar a ressalva na especificação de madeiras, haja vista nem todas são duráveis para ambientes expostos à umidade frequente. 

Tanto Bruno, quanto Cristiane e Pati Cillo já apontaram seus olhares para o amadeirado e outros componentes que evocam o bem-estar. 

Foto: divulgação

Iluminação

Novidades no mercado

Cristiane Schiavoni  indica o piso aquecido ajuda a controlar a temperatura de piso. Além disso, no mercado também tem modelos de box produzidos com ventosa de silicone na lateral, que não deixam o vapor de dentro vazar. Para tanto, são instalados do piso ao teto, transformando o espaço em uma verdadeira sauna.

Outra sugestão diz respeito aos espelhos antiembaçantes, que são modelos funcionais ligados na tomada. Eles também podem trazer iluminação frontal, estilo camarim, para não gerar sombra e auxiliar na hora da maquiagem “Quando a iluminação vem apenas pelo teto, as sombras no rosto são inevitáveis”, detalha a arquiteta.