Santa Casa

Autoridades cariocas visitam cemitério Campo Santo

Grupo busca soluções para o Rio de Janeiro

Especial de Conteúdo
- Atualizada em


Oferecimento
O gerente do Cemitério Campo Santo, Roberto Taboada, recepcionou comitiva liderada pela coordenadora-geral de Cemitérios e Serviços Funerários da Prefeitura do Rio de Janeiro, Daniela Mantovanelli, no dia 9 de outubro. Na ocasião, eles conheceram a tecnologia e as estratégias de gestão que a Santa Casa da Bahia aplica no Campo Santo. O grupo tem estudado soluções para os 13 cemitérios municipais cariocas, com investimento em excelência operacional e melhoria na qualidade dos serviços. A visita a Salvador cumpriu cronograma de ações estratégicas de benchmarking que vêm sendo realizadas com cemitérios que são referência no país.
Foto: Divulgação
Entre os cemitérios mais tradicionais da capital baiana, o Campo Santo passa por amplo processo de ampliação e modernização. Atualmente com o maior número de vagas disponíveis na capital baiana, o local ganhou módulos verticais com 800 gavetas que mais que dobraram sua capacidade de sepultamento. A estrutura conta com o sistema Eco-No Leak, da empresa pernambucana Vila Tec, que está em plena conformidade com a resolução 335/2003 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA).

As gavetas funcionam com tratamento de gases inovador, o que garante mínimo impacto ao meio ambiente, e tem acabamento em ecogranito. Cada gaveta produzida retira 167 garrafas pet do meio ambiente. A Santa Casa da Bahia prevê substituir, nos próximos cinco anos, toda a estrutura antiga de carneiros do cemitério pelo novo modelo.