Mundo

Autoridades russas avaliam abertura de inquérito contra brasileiros

Idealizadores de petição solicitam que os brasileiros peçam desculpas publicamente e para todos os envolvidos no constrangimento

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um vídeo postado nas redes sociais tem causado uma série de protestos no Brasil e na Rússia. Nele, alguns torcedores brasileiros pedem a uma para repetir uma frase de cunho sexual, sem que ela saiba o que está falando. Agora, no país da Copa, uma denúncia contra os homens foi encaminhada para a polícia local. O Ministério do Interior já tem conhecimento do caso e afirma que o pedido está em análise. "Estamos avaliando e ainda não podemos confirmar se haverá um inquérito ou não", disse um dos assessores do Ministério.

Foto: Reprodução
Também foi apresentada à embaixada brasileira em Moscou uma queixa formal e uma petição, que já conta com 900 assinaturas. Os autores pedem que os brasileiros peçam desculpas publicamente e para todos os envolvidos no constrangimento.

Pelas leis da Rússia, eles podem levar uma multa de até 3 mil rublos, algo em torno de R$ 175. Há, também, a possibilidade de serem proibidos de entrar no país. É possível, ainda, que eles respondam por violência da ordem pública e abusos sexuais.

A autora das denúncias, a advogada e ativista russa Alyona Popova, chegou a dizer que um deles, Eduardo Nunes, policial militar, tem um cargo público e não poderia humilhar a mulher russa.