Dança

Ballet Bahiano de Tênis comemora 35 anos com espetáculo 'O Quebra Nozes'

Além da apresentação, serão realizados dois Pocket Shows no Terreiro de Jesus no Pelourinho

Da Redação


Em comemoração aos 35 anos da escola de Ballet Bahiano de Tênis, a cia apresenta o clássico “O Quebra Nozes” em parceria com a Escola de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia. O espetáculo aconteceno dia 30 de novembro, às 20h, no Teatro Castro Alves, com entrada única de R$ 40. Além da apresentação, serão realizados dois Pocket Shows no Terreiro de Jesus no Pelourinho, com o tema do Quebra Nozes, fazendo parte do calendário comemorativo do Natal.


O QUEBRA NOZES - O ballet “Quebra Nozes” conta a história da linda menina Clara, que ganha do seu padrinho, Herr Dosslmeyer, um boneco quebra-nozes em formato de soldadinho e se encanta pelo presente. Ela fica desolada, no entanto, quando seu irmão, Fritz o quebra durante as brincadeiras da Noite de Natal.


O padrinho de Clara a consola e conserta o brinquedo. Ela vai dormir e a partir daí, a magia toma conta do ballet: Clara sonha que um exército de ratos está invadindo o salão. O boneco quebra-nozes adquire vida e ataca os ratos, comandando um exército de soldadinhos de chumbo.


O “Rei dos Ratos” fere o boneco que, desarmado, está prestes a perder a batalha, quando ela o salva, atirando seu sapato na cabeça dele. Clara sente a presença do Dosslmeyer, que, num passe de mágica, transforma o boneco em um belo príncipe: o príncipe quebra nozes.


O príncipe, a conduz ao “Reino das Neves” e depois ao “Reino dos Doces”, onde vive a “Fada Açucarada”, que homenageia a menina Clara com uma grande festa, com danças típicas da Espanha, China, Rússia, entre outras.


O espetáculo continua com uma sucessão de danças de diversas regiões do mundo, e outras que simbolizam o café, os chocolates, as flores, os doces e, por fim, o pas-de-deux da “Fada Açucarada”. No dia seguinte, os pais de Clara a encontram dormindo ao lado da árvore de Natal abraçada ao boneco quebra nozes. Ela acorda e percebe que tudo foi um lindo sonho.



O Ballet Bahiano de Tênis, mais conhecido pela sigla BBT, foi fundado em Janeiro de 1976, localizado na Avenida Princesa Leopoldina, nº 398 no bairro da Graça. É uma entidade cultural com fins artísticos, tendo como objetivo ensinar, promover e divulgar a dança, em suas diversas modalidades, acreditando na força da Arte para o desenvolvimento da cidadania e educação, cumprindo o seu papel de consolidar o Ballet Clássico na Bahia e mostrando Arte ao público. 


Com linguagem e técnica de padrão internacional, seguindo o método da Royal Academy of Dance – Inglaterra, o Ballet Bahiano de Tênis, oferece curso de Ballet Clássico para crianças a partir de 3 anos até a idade adulta.


Após 35 anos da criação do BBT, a história da dança clássica na Bahia, não pode ser contada sem alusão a Tânia Maria Durand Gordilho, fundadora e diretora artística do Ballet Bahiano de Tênis. Através da metodologia adotada da Royal Academy of Dance, a maior e mais influente guardiã dos níveis de ballet clássico do mundo, o Ballet Bahiano de Tênis forma bailarinos aptos a se apresentarem em todos os tipos de grupos, companhias e contextos relacionados à dança.