Tecnologia

Cabe no bolso: novo app promete facilitar busca de atendimento psicológico gratuito

Aplicativo já está disponível para download pelo site do Psichelp

Lívia Oliveira* (livia.oliveira@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Já pensou ter um guia referenciado de clínicas que prestam atendimento gratuito de psicologia na palma da mão? Essa é a proposta do aplicativo Psichelp, que direciona pessoas de baixa renda a locais que prestam atendimento a um preço mais acessível ou gratuito.

O aplicativo é o resultado de uma oficina de Inclusão Digital, o 'Raciocínio Computacional com Empreendedorismo Social', para estudantes entre 16 e 20 anos que cursam o ensino médio em escolas públicas de Salvador.

Foto: Reprodução

A ideia foi da estudante Beatriz Rocha, do Colégio Estadual de Aplicação Anísio Teixeira, depois que recebeu uma mensagem no WhatsApp. "A turma já precisava escolher um tema para desenvolver um aplicativo ao final da oficina. Então eu recebi uma mensagem com alguns locais que prestam atendimento gratuito de psicologia e psicoterapia e tive a ideia de transformar isso em um aplicativo. Divide a ideia com o professor e com os colegas e começamos a desenvolver", contou ao portal iBahia. Ela ainda ressaltou que o aplicativo é essencial para que todos tenham acesso a tratamentos para questões emocionais e comportamentais.

De que forma funciona?
O Psichelp reúne uma lista de locais que prestam atendimento psicológico e psicoterapêutico para diversas categorias, como familiar, LGBT e profissional, em Salvador. No app, as pessoas podem encontrar o nome das clínicas, o contato para marcação de consultas, o preço e a localização.
 
Evandro Leite, o professor da Oficina, contou que para desenvolver o aplicativo teve a orientação de profissionais da área de saúde e a colaboração da prefeitura de Salvador. "Durante o processo de desenvolvimento entramos em contato com um psiquiatra para ter mais informações sobre como é feito o atendimento e onde acontecem. E a partir das informações do Guia Referenciado de Locais de Atendimento em Saúde Mental em Salvador e adjacências, de 2016, do Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03), e de atualizações com base em informações da prefeitura montamos a lista de clínicas prestadoras desse serviço", explicou.

Foto: Reprodução
Os interessados podem baixar o aplicativo para Android, no site do App e na Play Store. Para os usuários de IOS, o guia é oferecido em um site. Os desenvolvedores pretendem no futuro incluir clínicas de outras cidades baianas. Clínicas Disponíveis
Entre as opções de clínicas estão os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da capital baiana, que oferecem atendimento alternativo ao modelo hospitalar para pacientes com transtornos mentais a partir dos 18 anos. O tratamento gratuito é feito através de aulas de expressão corporal, ressocialização, artesanato e autoconhecimento. Você pode encontrar um CAPS em diversos bairros de Salvador, como Garcia, Rio Vermelho, Pernambués e Terreiro de Jesus.

Além disso, têm clínicas em faculdades, o Instituto Baiano de Reabilitação, o Centro de Referência LGBT e o Centro de Referência de Atenção à Saúde do Idoso (CREASI).

*Sob supervisão do repórter Luiz Almeida