Viver Cabula

Cabula ganha call center do Banco do Brasil, que vai gerar 3,5 mil empregos

Call center ficará instalado no antigo prédio da Oi, na Rua Silveira Martins

Especial de Conteúdo

Oferecimento
A região do Cabula tem se tornado um polo atrativo de investimentos em Salvador nos últimos anos, que vai muito além do investimento no setor imobiliário. A oferta de opções de comércio e serviços no bairro tem se intensificado nos últimos anos e promete prosseguir também neste ano de 2018.

A partir do mês abril, um novo ponto de call center do Banco do Brasil será inaugurado no bairro do Cabula. A informação foi divulgada pela primeira vez pelo prefeito ACM Neto no mês de dezembro, durante uma apresentação do programa Salvador 360 para empresários paulistas na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O call center ficará instalado no antigo prédio da Oi, na Rua Silveira Martins.

Durante a Lavagem do Bonfim, no mês de janeiro, o secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador, Sérgio Guanabara reforçou a positividade do projeto. Serão 3,5 mil vagas de emprego na região do Cabula por causa do call center. Isso foi possível devido à isenção de 50% de IPTU oferecido pela prefeitura para instalação de empresas de teleatendimento e telecobrança, desde que haja uma geração de mais de 500 postos de trabalho.

Geração de empregos


Na época em que divulgou a chegada do call center em Salvador, o prefeito ACM Neto destacou a importância de trazer a iniciativa para a capital baiana. “Esse call center é um investimento importantíssimo pela geração de emprego e renda que irá proporcionar", afirmou ao Jornal A Tarde.

Apesar de já existir uma central de teleatendimento do Banco do Brasil em Salvador, com mais de 1,5 mil empregos, o novo call center é um investimento ainda maior. A instituição financeira vai trazer a sua estrutura de telecobrança, gerando mais 3,5 mil empregos na capital. Com isso, toda a parte de telecobrança nacional passará a ser feita a partir de Salvador. Ao todo, o Banco do Brasil será responsável por 5 mil postos de trabalho, somando as vagas ofertadas pelos dois call centers que ficam na capital baiana.