Economia

Caixa começa a pagar abono do PIS aos nascidos em dezembro com contas no banco

valores creditados variam de R$ 80 a R$ 954, de acordo com o numero de meses trabalhados no ano passado

Agência O Globo
- Atualizada em

A Caixa Econômica Federal começa a pagar, nesta terça-feira (11), o abono salarial do PIS a seus correntistas e poupadores nascidos em dezembro, que tenham saldo acima de um real. O pagamento é referente ao calendário 2018/2019, ano-base 2017. Os valores creditados variam de R$ 80 a R$ 954, de acordo com o numero de meses trabalhados no ano passado.

A partir desta quinta-feira, dia 13, o abono será liberado aos nascidos neste mês que não têm conta-corrente nem poupança no banco. O dinheiro ficará disponível para a retirada até 28 de junho de 2019.

Segundo a Caixa, portanto, considerando os clientes e os não clientes, 1.810.234 trabalhadores nascidos em dezembro poderão fazer o saque neste fim de ano. O valor total a pagar é de R$ 1,322 bilhão.

Como fazer a consulta na Caixa

Para saber se tem algo a receber de PIS, o trabalhador pode consultar o aplicativo Caixa Trabalhador, acessar o site www.caixa.gov.br/PIS) ou ligar para 0800-726-0207, informando o número do PIS.

Para obter mais informações sobre o abono salarial, o trabalhador também pode fazer uma consulta pelo site do Ministério do Trabalho (trabalho.gov.br/abono-salarial) ou ligar para 158.

Pasep não será depositado este mês
O trabalhador que é servidor ou tem vínculo empregatício com uma empresa pública tem inscrição no Pasep. Neste caso, o abono salarial é pago pelo Banco do Brasil (BB). Neste mês de dezembro, no entanto, não haverá pagamento do abono. O depósito será retomado apenas em 17 de janeiro, para quem tem número final de inscrição 5.

No caso do Pasep, é possível fazer a consulta do valor a receber pela central de atendimento do Banco do Brasil (BB), nos telefones 4004-0001 e 0800-729-0001.


Quem tem direito
Tem direito ao abono quem recebeu, em média, até dois salários mínimos mensais com registro formal e exerceu alguma atividade remunerada durante, pelo menos, 30 dias em 2017. Mas, se o trabalhador recebeu comissão ou horas extras e, com isso, a renda mensal ultrapassou dois pisos nacionais, o abono não é liberado (mesmo que o salário registrado em carteira seja menor).

Também é preciso ainda estar inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) entregue ao Ministério do Trabalho.

Como é calculado o valor
O valor a receber é proporcional ao número de meses trabalhados no exercício anterior. Portanto, quem trabalhou durante um mês no ano passado vai receber 1/12 do salário mínimo (R$ 80), quem trabalhou dois meses receberá 2/12, e assim por diante. Só terá o valor integral do abono (R$ 954) quem trabalhou durante todo o ano-base (2017).

Como sacar o dinheiro

Quem tem o Cartão do Cidadão da Caixa com senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um correspondente Caixa Aqui ou a um terminal de autoatendimento do banco para a retirada do valor.

Se o trabalhador não tem o Cartão do Cidadão — e não recebeu o depósito diretamente em conta-corrente ou poupança por ser cliente —, o abono salarial pode ser retirado em qualquer agência da Caixa, apresentando um documento de identificação com foto.